NADAC-FrontLeft1-Transparent-Shadow-web

Merging_Audio_For_The_Networking_Age_With_Flag_72dpi

 

 

 

 

A Exaudio ao tomar conhecimento do DAC da Merging Technologies decidiu que tinha que ter este equipamento de referência no seu catalogo. Mas para os mais distraídos destas coisas do audio profissional e alguns dos seus crossovers com o mundo Hi-Fi, fica então uma apresentação da Merging Technologies e o seu mais recente NADAC (NETWORK ATTACHED DIGITAL TO ANALOGUE CONVERTER).

Historial

Merging Technologies é o fabricante de sistemas de gravação digital mais avançado do mundo. A sua lista de clientes inclui os melhores da indústria de gravação e as gravações que usam os sistemas Merging Technologies recebem regularmente, galardões Grammy. Tantos que até já lhe perderam a conta.

A empresa foi fundada em 1990 em Chexbres, Suiça por Claude Cellier, formado em eletrónica no Instituto de Tecnologia em Lausane. Antes disso, Claude trabalhou para a famosa marca Nagra Kudeslski durante 10 anos, onde teve grande relevância no desenvolvimento dos gravadores de fita profissionais IV-S e T-Audio TC.

Num período bastante curto após a sua fundação, a Merging criou uma reputação pela sua especialização no processamento de sinal digital e respectivo hardware. Com o seu sistema Pyramix Virtual Studio foi das primeiras empresas a produzir gravações DSD. O formato DXD (Digital eXtreme Definition) que funciona a 352.8KHz/24bits, foi desenvolvido pela Merging Technologies em associação com a Philips, para superar os desafios em edição e masterização DSD para SACD.

Uma linhagem de primeira classe

A Merging Technologies tem uma reputação formidável no mundo da gravação e masterização profissional, onde tem estado na linha da frente no desenvolvimento de sistemas de gravação digital de alta resolução, durante os últimos 25 anos. A empresa tem sido líder em disponibilizar tecnologia para workstations para som surround à mais de 15 anos, disponibilizando tecnologia prática para masterização de SACD com todas as ferramentas necessárias. Isto foi também uma realização da Merging. O legado de muitas gravações SACD em surround, podem  finalmente  ser disfrutados com o MERGING+NADAC de 8 canais através de ficheiros disponibilizados pelos sites de downloads  dos parceiros da marca.

Actualmente os engenheiros de som mais notáveis de todo o mundo confiam na tecnologia da Merging para a maior parte das gravações DSD e DXD que estão disponíveis em disco ou por download. Devido aos novos formatos emergentes da Dolby, Auro e DTS, e à procura de salas e eventos com grandes conjuntos de colunas, a Merging acabou de introduzir um mecanismo capaz de panning 3D para uso com os seus sistemas Pyramix e Ovation. A inovação continua…

Entre a lista de prestigiadíssimos engenheiros de gravação e masterização, encontram-se também as não menos prestigiadas instalações de renome mundial, salas de espetáculos, casas de ópera, orquestras sinfónicas e filarmónicas.

Salas de concertos nos EUA equipadas com Merging

Estúdios de masterização nos EUA equipados com Merging

DSD e DXD

O DSD é visto por muitos como o último formato digital e o melhor “som analógico” de todos os formatos digitais. A Merging Technologies temdsdresponse_big_2015 vindo a desenvolver soluções para DSD desde o início do SACD em 1999, providenciando sistemas de gravação e processamento DSD cada vez melhores para a comunidade do áudio profissional.

A primeira gravação DSD256 (com uma amostragem de 11,2MHz) foi feita em 2013 com equipamento Merging Technologies e foi considerado por muitos engenheiros de som de topo e por produtores, como outra revolução na gravação e reprodução áudio. O DSD256 trabalha a 4x a velocidade do DSD64 original e proporciona uma melhoria enorme em qualidade de som assim como uma melhoria significativa no ruído. Apesar das muitas vantagens do ponto de vista áudio o DSD é difícil de processar. A solução veio de mais um desenvolvimento da Merging Technologies. O DXD, Digital eXtreme Definition, foi criado pela Merging Technologies para mover os ficheiros DSD ininterruptamente para um ambiente PCM, de modo a conseguir-se um processamento e edição mais facilitada.

O DXD é agora um formato autónomo no sistema de gravação DSD. Funciona a 352,8KHz e uma resolução de 24bits e providencia um nível de qualidade que excede a resolução do corrente formato de 192KHz/24bit. Merging Technologies é ainda a única empresa capaz de oferecer uma prática e flexível solução de verdadeira gravação e pós produção áudio de alta resolução.

Grammys

Sinónimo de grandes gravações, esta celebração anual e concretizações na música tem inúmeras categorias. No mundo da música clássica, o sistema Merging Technologies Pyramix tem dominado as nomeações á muitos anos. A maior parte dos vencedores, actualizaram recentemente os seus sistemas profissionais para os sistemas de interface em network Horus e Hapi, que disponibilizam conversão A/D e D/A até 384KHz/24bit e DSD256. Não só melhoraram o headroom e a clareza das suas gravações mas também as vantagens de áudio por network IP que se tornaram obvias: a capacidade de controlar os parâmetros principais e remotamente de  um pre-amp de microfone; a redução de cabos necessários numa sessão e a capacidade de gerir mais dados num cabo de rede – até 48 pistas em DSD256.

Menos conhecido é o facto que muitos dos melhores estúdios de masterização usarem o sistema Pyramix como sistema final no processo de gravação. Isso resulta que os aparelhos Merging Technologies se encontram entre os vencedores em todas as categorias. Os futuros proprietários dum sistema MERGING+NADAC, irão também juntar-se aos vencedores Grammy na apreciação do que de melhor a tecnologia pode oferecer.

Filosofia da Merging
A música foi sempre sobre emoção

A magia dum concerto ou uma gravação do seu artista favorito, cativa-o emocionalmente e cada audição irá reacender essa emoção. A motivação para produzir a melhor gravação sempre inspirou e envolveu incontáveis engenheiros, produtores e músicos durante muitos anos. Por vezes a tecnologia atravessa-se no caminho e diminui o prazer da audição; o objectivo dos fabricantes não é adicionar ou retirar nada à música. Palavras como “transparente” ou “neutro” são muitas vezes usadas para definir caraterísticas de componentes chave num sistema de reprodução. Os nossos colegas profissionais disseram-nos que a Merging faz isto bem e essa é a razão pela qual queremos partilhar isso consigo. Afinal os Suíços,  é suposto saberem umas coisas sobre neutralidade.

Lendária qualidade suíça.

NADAC-Front-Black-webO conversor D/A audiófilo MERGING+NADAC da Merging Technologies foi desenvolvido através do nosso conversor D/A profissional de alta resolução e partilha a mesma tecnologia. Foi desenhado na Suíça, onde é montado e testado pelos mesmos exactos standards dos seus produtos profissionais e pretende-se que dê os mesmos padrões de alta performance e fiabilidade. Aceita PCM até 384KHz/24bit e também DSD, incluindo o standard profissional DSD256. O MERGING+NADAC pode funcionar como um DAC autónomo mas também pode ser ligado a uma network usando Ethernet, onde pode ter funções adicionais e também ser controlado via network.

Motivados pela exigência dos profissionais 

Os Engenheiros gravam em formatos alta definição porque querem o máximo em fidelidade e, consequentemente, exigem dos sistemas de gravação que usam. Quando reproduzem as suas gravações, querem que o resultado seja o mais próximo possível do que ouviram ao vivo dos seus monitores em estúdio. Isto motivou a Merging Technologies a melhorar continuamente a qualidade dos seus conversores A/D e D/A. Com dezenas de milhares de horas com profissionais de topo no terreno e muitos milhares de horas em desenvolvimento no laboratório, a geração actual de conversores de alta definição está a gerar elogios, até dos mais conceituados engenheiros de gravação. Elogios dessas pessoas são de facto elogios, porque as suas referências são a prestação ao vivo dos artistas, a que eles têm acesso quase diariamente.

A ideia por trás do MERGING+NADAC é permitir finalmente aos consumidores desfrutarem a qualidade sonora dos masters em casa, com exactamente o mesmo aparelho que foi usado para gravar e masterizar. A tecnologia actualmente, permite que se faça download e streaming de conteúdos de qualidade master para as nossas casas. Isto assegura que possamos usufruir exactamente da mesma experiência que os profissionais que criaram essas soberbas gravações, quando estas saíram dos estúdios após masterização e audição.

Qualidade de som superior

O MERGING+NADAC’s usa conversores Sabre Reference Audio D/A ESS9008S. Este CI tem 8 conversores D/A e a versão estéreo do NADAC-BackRight-2CH-Transparent-Shadow_webMERGING+NADAC usa 4 destes conversores por canal, de modo a melhorar a linearidade, aumentar a gama dinâmica e baixar o ruído de fundo. Um cuidadoso traçado do circuito e selecção de componentes, aperfeiçoado por muitas horas de audições, permitiu o mais alto grau de performance para esta configuração. Isto é suportado por resultados que os aparelhos de medida mal conseguem registar. As saídas para auscultadores usam o mesmo tipo de CI e com configuração similar.

Audio para a época do Networking

O MERGING+NADAC foi desenhado para ser compatível com os formatos presentes e futuros de fontes digitais. Vem equipado com entradas: AES/EBU com ficha XLR e SP/DIF através de ficha RCA e conectores ópticos Toslink. Estas ligações permitem ser compatível com qualquer transporte CD ou leitor de CD.

Para o uso de fontes baseadas em computadores, o MERGING+NADAC usa interface ethernet com que praticamente todos os computadores actuais vêm equipados. Isto permite que os dados sejam transferidos do computador para o MERGING+NADAC usando a tecnologia de rede RAVENNA que foi desenvolvida para os produtos profissionais da marca. Isto providencia os meios para transferência de dados duma forma extremamente fidedigna e estável que tem sido provada em inúmeras gravações e transmissões ao vivo, de eventos desportivos a nível mundial. Com um cabo ethernet conseguem transferir 48 canais em DSD256. Assim, transferir 2 ou 8 canais está bem dentro das capacidades do sistema. O uso de ethernet permite utilizar segmentos de cabo até 100m com sinal fidedigno, o que é muito superior ao que é possível com interfaces USB e providencia uma grande vantagem quando o MERGING+NADAC é usado com múltiplas fontes domésticas e quando este se pode encontrar a alguma distância das fontes digitais.

Para usufruir das vantagens do sistema Ravenna, tem que ser instalada uma pequena aplicação no computador fonte, o que permite que o MERGING+NADAC comunique com o computador e este providencie o sinal digital e controle a taxa a que os dados são enviados. Os dados recebidos são lidos e armazenados num buffer de memória no MERGING+NADAC e depois debitados usando o clock interno de precisão.

Fácil de Usar

NADAC-BackLeft2-8CH-White-Shadow_webO MERGING+NADAC dispõe de saídas analógicas balanceadas e não balanceadas, de modo a poder ser conectado a qualquer pré-amplificador, amplificador de potência ou colunas activas. O volume de saída é ajustável através do controle rotativo no painel frontal de modo a poder ser conectado directamente a um amplificador de potência e poder comandar o volume. Saídas de altíssima qualidade para auscultadores são providenciadas no painel frontal com ligações 3,5mm (mini-jack) e 1/4 de polegada (Jack). As saídas analógicas e as saídas de auscultadores podem ser controladas independentemente, usando o controlo rotativo frontal. Este controlo é multifunção; pressionando-se, abre um menu que permite acesso a um variado conjunto de funções.

O MERGING+NADAC também tem incluído um controlo remoto através da web que permite o controlo deste através de qualquer browser, Tablet, smart phone quando a unidade é usada com um computador como fonte de sinal. O MERGING+NADAC  tem que estar ligado a uma ligação ethernet e switch de 1GB para ter acesso a esta função.

Capacidade de ligação a clock externo

O MERGING+NADAC está equipado com um relógio interno de altíssima qualidade. Isto nota-se nas medições feitas em laboratório e nos excelentes resultados produzidos. Uma ligação no painel traseiro permite ligação externa dum clock de precisão, que nalguns casos, pode ser desejado ou necessário pelo Setup do sistema. A qualidade dum clock externo varia, por isso recomendamos que antes que se comprometa com uma compra, primeiro experimente o clock com a sua unidade MERGING+NADAC.

Mais sobre Networking – É mais fácil do que imagina.

O MERGING+NADAC liga através da network com Ravenna a:

– Qualquer servidor/fonte/streamer que use Windows através do ASIO.

– Qualquer servidor/fonte/streamer que use sistema operativo Mac através do CoreAudio.

Ravenna permite o MERGING+NADAC ser conectado facilmente a qualquer servidor de música na rede, usando o menu no painel frontal. As saídas principais e os auscultadores podem ser ligados a diferentes playlists ou zonas, ou até diferentes fontes, para pré-escuta da sua próxima música nos auscultadores, enquanto ouve a música actual na saída principal.

Múltiplas unidades MERGING+NADAC podem ser ligadas na rede permitindo tocar o mesmo ou diferentes playlists do mesmo servidor/fonte, ou de diferentes localizados em qualquer sítio do seu edifício.

Junte-se à comunidade de Audio de alta definição.

Muitos indivíduos dedicados e empresas empenham-se afincadamente em disponibilizar música de qualidade excepcional para os seus fãs e entusiastas. Todos os dias, mais conteúdos destes estão disponíveis para streaming e download. A Merging Technologies encetou algumas parcerias com muitos destes sites de modo a promoverem conjuntamente a melhor música disponível. Adquirindo um MERGING+NADAC será o seu bilhete de entrada neste mundo afim de desfrutar música excepcional. Há ofertas muito interessantes em vigor. Veja aqui.