Stax SR-009S

Stax SR-009S

A Stax apresenta os seus Novos auscultadores topo de gama os SR-009S

Os auscultadores SR-009S adoptam a segunda geração da tecnologia de eléctrodo fixo (MLER2) e serão lançados no próximo mês de Junho.
MLER (Multi-Layer ElectRodes) é o nome que a STAX deu ao seu modelo de eléctrodo de multicamada lançado aquando do modelo de auscultadores SR-009.
O SR-009S mantém o cabo híbrido de 6N, almofadas em pele, etc. já presentes no SR-009 e melhorou os seguintes pontos:
Elemento sonoro com novos eléctrodos fixos;
Se o eléctrodo fixo se torna infinitamente fino, a resistência do ar será diminuída e a permeabilidade às ondas sonoras melhorará. Por outro lado, eléctrodos finos perdem rigidez e sofrem de vibrações deles próprios e o som torna-se “baço”.

Eléctrodo Stax SR-009S

Eléctrodo Stax SR-009S

O eléctrodo do SR-009S é a evolução permitida do SR-009 com a tecnologia actualmente disponível. As arestas dos furos do eléctrodo foram suavizadas apos entalhamento a fim de reduzir a resistência do ar e a permeabilidade ao som melhorou consideravelmente. Para alem disso o folheado a ouro contribuiu para diminuiu a vibração do eléctrodo. Finalmente a clareza no som foi aumentada através da redução da resistência do próprio eléctrodo.

O uso de alumínio altamente rígido na construção do chassis onde se encaixa o elemento sonoro contribui para aumentar a clareza do som. Para alem disso a estrutura da cápsula dos auscultadores foi reduzida ao mínimo, fazendo o fluxo de condensação e rarefacção do ar do elemento sonoro mais suave.

Intensidade foi aumentada arredondando a malha de protecção do elemento sonoro, a qual reduziu a influência na reflecção e melhorou a resolução do som.
Os SR-009 continuarão em produção.

Especificações:
Tipo: Grande elemento sonoro circular push-pull caixa aberta
Resposta de frequência: 5 – 42,000Hz
Capacitância Electroestática: 110pF (incluindo cabo)
Impedância: 145kΩ (incluindo cabo, a 10kHz)
Sensibilidade: 101dB / input 100Vr.m.s. / 1kHz
Voltagem Bias: DC580V
Almofada: Pele genuína (Parte de encosto à cabeça), Pele artificial de alta qualidade (partes circundantes)
Cabo: Cobre banhado a prata 6N (99.9999%) OFC 6 fios paralelos baixa capacidade 2,5m
Peso: 583g (Cabo incluído)

Vai ser no próximo sábado dia 28 a 2ª edição da “Tarde do vinyl” com os Nossos amigos da Farmvinyl. Cá os esperamos…

A Exaudio vai demonstrar gira discos, braço e celula MM Audio Note e Gira discos Nottingham Analogue com célula Transfiguration Axia S, e phono’s da Tom Evans Audio Design e Perreaux. Vão estar em demonstração varias gamas dos cabos da Chord Company assim como alguns modelos das colunas Acoustic Energy, a mais recente marca representada pela Exaudio. Também vão marcar presença as máquinas de limpeza da Okki Nokki e Loricraft. Tragam os Vossos discos e comprovem a diferença antes e depois de uma limpeza efectuada na Loricraft PRC6. Demonstração também do Plato e a sua capacidade de digitalizar e processar a sua colecção de vinyl. A Exaudio mantém a promoção de Março limitada ao stock existente.

A Farmvinyl vai estar presente a vender os melhores discos Audiófilos das melhores Editoras :

  • Music Matters (Blue Note’s)
  • Analogue Productions
  • Mobile Fidelity
  • Groove Note
  • IMPEX
  • ORG / ORG Music
  • Chesky
  • Premonition
  • Reference Recordings
  • Pure Audiophile
  • Pure Pleasure
  • Speakers Corner
  • Também uma seleção de outros discos de preço mais acessível.

Se pretender adquirir algum disco no evento levante o dinheiro préviamente, pois a Farmvinyl não terá pagamento por Multibanco.
Veja todo o catálogo em http://farmvinyl.blogspot.pt e reserve já os seus discos enviando um E-mail para jmfnb10022@hotmail.com

Terei muito gosto em oferecer-lhe um café nesse dia, enquanto falamos de discos e música,
Jorge Ferreira
http://farmvinyl.blogspot.pt

A Exaudio situa-se na Rua de Braga (junto da Rua da Calçada), Lt1, Loja Esq, 2755-275 Alcabideche. (pai do vento)

Veja o caminho aqui :http://exaudio.pt/web/wp-content/uploads/2017/03/mapa_loja_2.gif

Novos produtos The Chord Company.

Cabo de corrente Chord Shawline

Chord power shawline schuko

Chord power shawline schuko

Chord power shawline iec

Chord power shawline iec

Um cabo de corrente de altas especificações, desenhado, construído e rigorosamente testado no Reino Unido.

Uma versão actualizada e retrabalhada da versão anterior, agora com cabos mais grossos e entrelaçados e protegidos por uma malha com filamentos também mais espessos.

Este cabo foi feito para uso em componentes Hi-fi e audiovisuais. E com a ideia de melhorar a performance desses mesmos componentes. A sua blindagem única significa que pode melhorar a qualidade de imagem em tv’s e projectores.

Especificações:
– Condutores de cobre altamente puro entrelaçado 3 x 2mm2 emparelhados.
– Isolamento interno e externo em pvc com alto índice de damping mecânico.
– Dupla camada combinada (malha e folha) de protecção de altas frequências
– Revestimento exterior de alta densidade e resistente a vibração.
– Terminado com fichas IEC de 16A e Schuko. Tamanhos standard de 1, 1,5 e 2m.
– Este modelo vem completar a gama Shawline de cabos analógicos, digitais, interligação, auscultadores e coluna.

Peçam aos Vossos fornecedores de hifi habituais para os experimentar.

 

Fichas ChromOhmic

As novas fichas ChromOhmic para cabo de coluna banhadas a prata, foram desenhadas para trazer os benefícios da prata a todos os cabos de coluna. As novas fichas estarão disponíveis nas versões para cravar e aparafusar.

fichas Chord ChromOhmic

fichas Chord ChromOhmic

Estarão disponíveis em banana e forquilha.

Já há muitos anos a Chord tem usado condutores de cobre banhados a prata. Estes são finalizados com fichas também banhadas a prata. Usar prata nos condutores pode ser mal compreendido por muitos, pois ainda está muito associada a ideia que a prata pode implicar um som demasiado “brilhante”. Na Chord acham que essa característica se deve mais aos fracos materiais usados no isolamento do que à prata. A excepção a esta filosofia tem sido as fichas Chord banhadas a ouro.

Porque não ouro?

Apesar do ouro ser geralmente aceite como o melhor acabamento para fichas de alta qualidade, a sua melhor característica é a sua resistência à corrosão. Na experiência da Chord, o cliente também associa o ouro a performance e qualidade devido ao seu alto valor comercial. A matéria torna-se mais complicada quando se trata de outros materiais usados pela industria para terminações (ex: rhodium, cobre, latão, e níquel) cada um com preços bem dispares e performances apregoadas de diferentes níveis.

Ciência, estatísticas e no nosso entender desinformação.

Ouro é de facto o 3º melhor material condutor disponível. É superado pelo cobre (140% melhor) e prata (148% melhor). Melhor condutividade significa menos resistência por isso menos perda de sinal. Menos perda de sinal significa melhor performance. Como nos diz a lei de ohm. Daí o nome das novas fichas.

Apesar do cobre puro ser um bom condutor, à temperatura ambiente, é muito susceptível à oxidação e perde a sua conductividade drasticamente. Banhar o cobre evita este processo. Material usado para o banho inclui (latão 25% tão bom quanto ouro), níquel (33% tão bom quanto ouro) e rhodium (50% tão bom quanto ouro)

Decididamente, o banho a prata faz mais sentido do ponto de vista eléctrico, confere uma qualidade áudio superior nos testes efectuados quando comparados com fichas banhadas a ouro.

E as manchas?

É um erro comum pensar que porque a prata oxida é um pobre conductor. A verdade é que a prata só oxida a 170ºC. o que acontece é que se mancha a temperatura ambiente reagindo com enxofre no ar. Apesar de não ficar com bom aspecto, a nível eléctrico é menos preocupante.

As manchas (normalmente sulfeto de prata) são um material suave e de fácil remoção. O diagrama em baixo ilustra o facto de não interessa o quanto perfeito uma ficha aparenta a olho nu, a nível microscópico é bastante rugoso. Isso são pontos bastante limitados ao nível de contactos mesmo sujeitos a grandes forças. Simplesmente por ligar e desligar uma ficha, é possível limpar os pontos de contacto. Assegure-se que todos os equipamentos estão desligados ao efectuar esta operação.

Fichas beneficiarão bastante com limpezas. Use um bom limpa contactos.

Acima: A figura de cima mostra uma ligação com fraca compressão. A figura de baixo mostra a deformação da ficha do cabo com a ficha da coluna quando comprimidos. Esta compressão remove as manchas assim como aumentam a área de contacto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Últimas criticas:

Shawline interligação e coluna na Hifi Choice de Abril “recommended”.

Cabo C-screen e Clearway “best Buy” na What Hi-fi? De Março.

Segue a seleção de produtos por Nós representados que figuram na lista dos recomendados pela revista stereophile para o ano de 2018. Alguma duvida ou pedido de audição pf usem os contactos abaixo na pagina.

Recommended Components: 2018 Edition Disc Players, Transports & Media Players

SACD, DVD-A, & CD Players & Transports & Media Players
A+

Merging Technologies Merging+Player Multichannel-8: $13,500
Noting the enthusiasm shown by “normal” audiophiles for proprietary music players that can be controlled by a tablet or smartphone, KR hailed the appearance of the surround-sound–friendly Merging+Player Multichannel-8 from the Swiss firm Merging Technologies, whose Merging+NADAC D/A converter so impressed him (see elsewhere in Recommended Components). Indeed, the Merging+Player is essentially that very DAC plus a player in the same box, said box now enhanced with a pair of USB inputs. The user is required to supply little more than speakers, amplifiers, and a subscription to Roon, which serves the Merging+Player as user interface. The Merging+Player can handle PCM up to 24/352.8 and DSD64, and has the processing power to do so with or without EQ—although KR mused that it could benefit from more horsepower, “if only to improve the user experience.” Still, KR found the standalone Merging+Player to sound no different from his reference Roon-equipped Baetis server—high praise. He described it as “a one-box system of the highest quality.” (Vol.41 No.3 WWW)
Read more at https://www.stereophile.com/content/recommended-components-2018-edition-disc-players-transports-media-players#IzKQvrbECWh6sMIB.99

A

Audio Note CDT One/II: $3653
At the core of the front-loading CDT One/II transport is a Philips L 1210/S mechanism, the stock logic board of which is supplemented with a second board, apparently designed and built by Audio Note. The 11.7″ W by 5.7″ H by 16.2″ D steel case contains a decidedly robust power supply, and a length of Audio Note’s AN-V silver interconnect carries the signal to the CDT One/II’s outputs: a choice of S/PDIF (RCA) or AES/EBU (XLR). The combination of this transport with Audio Note’s DAC 2.1x Signature D/A converter was praised by AD as comprising a CD player almost unrivaled in “the ability to involve me in the magic of notes and rhythms.” His conclusion: “Vigorously recommended.” JA noted that the Audio Note’s error correction “is better than that required by the CD standard, but is not as good as other current transports.” (Vol.39 No.1 WWW)
Read more at https://www.stereophile.com/content/recommended-components-2018-edition-disc-players-transports-media-players#IzKQvrbECWh6sMIB.99

Recommended Components: 2018 Edition Turntables, Tonearms, Cartridges, etc.

Phono Cartridges

A

Transfiguration Proteus D: $10,500
The Transfiguration Proteus D is identical to the well-regarded Proteus in every way but two: The Proteus D has a solid-diamond cantilever with, according to MF, a rhomboid cross-section—I think we’ve found the reason for that D—and specially designed dual dampers for its suspension. While using the Proteus D to play a recent recording by the Stavanger Symphony Orchestra, MF noted “more fully developed orchestral colors” in comparison to the sound of an even more expensive cartridge; in addition, “the individual sections of the orchestra were more clearly ‘visible'” with the D—”it was like listening to a different recording.” Mikey’s verdict: “The Proteus D is the Proteus on steroids.” (Vol.41 Nos.3 & 4)

Transfiguration Proteus: $6000
For their new flagship MC cartridge, Transfiguration returned to the double-ring-magnet construction of earlier models, adding silver-wire coils with so few windings that an internal resistance of just 1 ohm is claimed. Nevertheless, output is specified as 0.2mV at 3.54cm/s (using the industry’s standard of 5cm/s, the Proteus’s output is actually closer to 0.28mV). The Proteus sports a PA-profile stylus at the end of its boron cantilever, and the moderate-compliance motor is said to perform well at a VTF of 2gm. Based on his experience with earlier Transfigurations—models known more for “getting out of the way” than for trying to make a “beautiful sound”—MF had high expectations; even so, he wasn’t prepared for what he heard: “Even before [it] had a chance to fully break in and develop, what I was hearing put it up there with the best, most musically involving cartridges I’ve heard at any price.” As for value, MF described the Proteus as “expensive, but not stupidly so,” the latter sobriquet being something he reserves for cartridges that sell for $10,000 and up. (Vol.37 No.10)

Recommended Components: 2018 Edition Digital Processors

Digital Processors

A

Audio Note DAC 2.1x Signature: $4889
In common with other Audio Note D/A converters and CD players, the DAC 2.1x Signature is built around a rather old-school 18-bit Analog Devices 1865 chip, said to be hand selected. Neither oversampling nor digital filtering is used, nor does the DAC 2.1x Signature contain an analog filter; according to Audio Note, the converter’s use of a transformer as an I/V stage confers on the output signal sufficient treble rolloff. The tubed output stage is built with Audio Note’s own copper-foil-in-oil signal capacitors, and signal output is handled by Audio Note Silver interconnect cable. Digital inputs are limited to S/PDIF (RCA) and AES/EBU (XLR); a USB input is not offered. After using it with Audio Note’s own CDT One/II disc transport, AD praised the DAC 2.1x Signature for its sonic heft and substance, its analog-like momentum and flow, and, overall, a knack for “bringing out the goodness of good recordings, [although it] also had a knack for accentuating the badness of certain types of bad recordings.” While testing the DAC 2.1x Signature, JA discovered distortion products, noise, jitter, and data truncation (24 to 18 bits), leading him to describe the Audio Note as “broken.” (Vol.39 No.1 WWW)

Recommended Components: 2018 Edition Power Amps

A (Solid-State)

ATC P1: $3499
No strangers to the making of solid-state amplifiers—ATC has, for decades, specialized in building self-powered speakers for the pro and domestic markets—the British firm now sells a 150Wpc standalone power amplifier. The P1 is said to offer wide bandwidth (2Hz–400kHz) and a high damping factor (400), plus true balanced inputs alongside its unbalanced RCA jacks. (ATC recommends the former for best performance.) After spending a number of weeks with the P1, JM concluded that “the P1 did not editorialize on the music; it just delivered it.” Indeed, his time with the ATC P1 led JM to wonder if perhaps another recommendable amp was, by comparison, adding a bit of “zip” to the sound, “and that perhaps the ATC P1 was telling the story straight.” JM concluded: “I am unaware of any other amplifier built from discrete components with this level of build quality, and from a firm with a record of accomplishment similar to ATC’s, that offers so much excellent wattage at such a comparatively low price.” (Vol.37 No.10 WWW)
Read more at https://www.stereophile.com/content/recommended-components-2018-edition-power-amps#E1Ic4wsTMpj4k0eD.99

 

Exaudio no Audioshow 2018

Mais uma vez chegada a data deste evento anual, a Exaudio como não podia ser excepção vai estar presente. Desta vez nas salas Janelas Verdes, o nosso sitio habitual nos anos de audioshow no pestana Palace, e no Business Centre.

Será já nos próximos dias 16, 17 e 18 de Março, No Pestana Palace em Lisboa. Na rua Jau, nº 54, no alto de Santo Amaro. O evento irá decorrer todos os dias a partir das 14h30 até às 21h, à excepção do domingo que irá até às 20h.

Na sala Janelas Verdes iremos ter em apresentação e demonstração a novidade dos cabos da The Chord Company onde um representante da marca irá demonstrar a diferença entre várias gamas da marca, sejam cabos de interligação, corrente ou coluna…

Teremos na mesma sala as colunas da marca alemã Manger modelo p1, ainda algo desconhecidas por cá. Serão alimentadas por um amplificador integrado Perreaux eLoquence 150i e a fonte será a novidade Merging+Player em demonstração pela 1ª vez em Portugal. Tudo suportado pela magnifica mesa topo de gama da Quadraspire, a X-reference.

A nova marca representada Acoustic Energy estará também na sala mas em demonstração passiva.

Na sala Business Centre estará principalmente dedicada aos “earspeakers” STAX com vários modelos em exposição e demonstração.

 

Estão desde já convidados e para o efeito podem fazer o download do bilhete aqui: http://exaudio.pt/convite_exaudio_audioshow2018/

Algumas questões p.f. contactem.

Lá os esperamos. Boas audições.

logo antigo Acoustic Energy

Exaudio distribui Acoustic Energy para Portugal.

Acoustic Energy novo logo

Acoustic Energy novo logo

A conceituada marca de colunas está de volta ao Nosso país e a Exaudio orgulha-se de ser a responsável.
Para os que não tem seguido a marca ultimamente segue um pequeno historial da mesma:

 


Historia

Acoustic Energy foi fundada em Londres, Inglaterra em Abril de 1987. No inicio denominada Eldonfield Limited, o nome mudou em Junho de 1987 e Acoustic Energy nascia oficialmente.
O primeiro produto saído da fabrica foram as lendárias colunas monitoras AE1. Estas estabeleceram um novo standard de performance em colunas compactas que são os alicerces de todos os produtos da marca desde então.
Em 1994 Acoustic Energy muda-se para novas instalações de modo a acomodar o aumento de produção. A oeste de Londres na histórica vila de Cotswold, Cirencester onde se mantem até hoje. Por essa altura AE recebeu investimento de uma grande empresa Malaia de construção de colunas OEM, Formosa Prosonic Industries (FPI). A FPI comprou uma parte maioritária da empresa o que permitiu à empresa expandir para o mercado mais acessível de colunas, assim como electrónica e produtos “world first” produtos prematuros como coluna bluetooth e radio internet wifi.
No inicio de 2017 Acoustic Energy tornou-se de novo completamente propriedade britânica. Nos 30 anos passados a empresa ganhou centenas de galardões e elogios da imprensa hi-fi internacional e continua uma das empresas de colunas mais bem conceituada no mundo.

Acoustic Energy Reference 1

Acoustic Energy Reference 1

Filosofia da empresa
A filosofia da Acoustic Energy é de aplicar tecnologia sabiamente, meticulosamente e de modo elegante com um objectivo em mente: transferir precisamente o sinal amplificado para energia audível.
A tecnologia do cone de liga-cerâmica da Acoustic Energy permite-lhes construir colunas com uma clareza excepcional e aceitação de potência. Meticulosa atenção ao detalhe no desenho das caixas, crossovers e suportes assegura que o altifalante único da AE é capaz de reproduzir o mais complexo e dinâmico programa musical.
A tecnologia do cone de liga-cerâmica difere dos convencionais cones de papel ou plástico de duas maneiras fundamentais. 1º É extremamente rígido e por isso capaz de seguir o sinal amplificado sem distorção; 2º  o seu desenho único assegura que limitando os efeitos do aumento da temperatura na bobine são eliminados os efeitos de “compressão térmica” na mesma. A combinação destas tecnologias e uma soberba habilidade de construção criam uma identidade única de performance e estilo, as colunas AE serão um complemento em qualquer ambiente domestico ou profissional e revelaram o potencial de outros componentes de áudio de alta resolução.

Acoustic Energie Serie 100 completa

Acoustic Energie Serie 100 completa

Para mais informação ou audição de algum modelo p.f. contactem-nos para os números 214649110 / 917600209 ou  email geral@exaudio.net.

Podem ainda contactar a Vossa loja de preferência que teremos todo o gosto em colaborar com eles para a V/ satisfação.

Podem visitar o site da marca em: http://www.acoustic-energy.co.uk/

Para informação sobre os preços p.f. visitem a secção respectiva do Nosso site: preços ae março 2018

Acoustic Energy Aego Soundbar

Acoustic Energy Aego Soundbar

ATC CDA2 MKII 3/4

ATC CDA2 MKII

ATC lança CDA2 MKII

ATC acaba de lançar a nova edição do seu Pré amplificador / Leitor de CD’s e DAC, o CDA2 MKII.

Com o intuito de melhorar sempre a sua gama de electrónica, a ATC reviu todo o interior do CDA2 MKI. Conseguindo assim melhorias de performance ao nível do áudio assim como da usabilidade. Exteriormente o equipamento tem um aspecto muito similar, mas interiormente todas as secções foram redesenhadas ou optimizadas.

Detalhes das novas características em relação à 1ª versão são as seguintes:

ATC CDA2 MKII back

ATC CDA2 MKII back

 

 

 

 

– Entrada USB de alta resolução capaz de receber sinais PCM data até 384kHz e também DSD64, DSD128 e DSD256 (2.8MHz, 5.6MHz ‘dual’ e 11.2MHz ‘quad’).

– Leitor de cd’s actualizado com novo transporte TEAC, este com uma leitura mais rápida e tempos de procura mais curtos e ruído mecânico muito mais baixo. O novo transporte também é menos suscetível de erros / danos / riscos, devido a uma maior correcção de erros.

– Novo DAC de alta resolução. O novo chip AKM debita menos ruído de fundo e menos distorção e o PCB redesenhado e optimizado trás melhoramentos à performance do conversor.

– Fonte de alimentação – reguladores de alta voltagem de alta performance foram adicionados, num total de 9.  E a o seu posicionamento no PCB optimizado. O desacoplamento da fonte de alimentação foi optimizado em relação ao MKI, conseguindo melhorias de performance especialmente no perímetro do novo chip DAC.

– Foi adicionada mais uma entrada analógica via mini-jack de 3,5mm com alta sensibilidade de entrada para melhorar a compatibilidade com as saídas fracas de aparelhos portáteis como telefones e tablets.

– Todas as entradas e saídas com estágios de ganho discretas. Há 6 blocos comuns de ganho. Dois para o “buffering” esquerdo e direito de entrada e 4 para providenciar uma verdadeira de saída balanceada dos canais direito esquerdo. Os drives estão dispostos em paralelo para assegurar que os sinais positivos e negativos em termos de delay e troca de fase são idênticos. Os estágios de saída estão configurados como unidade de ganho emparelhadas e o bias afinado em classe A.

ATC CDA2 MKII

ATC CDA2 MKII

PVP estimado 3710€.

Alguma duvida p.f. contactem.

Brevemente para audição nas Nossas instalações.

Edições limitadas STAX pelo 80º aniversario da marca. Stax logo

A marca de auscultadores electrostáticos mais conhecida e antiga no mundo, a STAX lançou dois produtos para comemorar o 80º aniversario da marca. Os modelos de edição limitada são os auscultadores SR-L300 Limited e o amplificador SRM-353XBK.

As características especiais destes equipamentos são:

– Nos SR-L300 vem equipados com o elemento sonoro “MLER” (Multi layer elect rode), o mesmo que equipa o modelo SR-L700. As almofadas são as mesmas que equipam os SR-L500. E incluem o logo STAX dourado comemorativo da ocasião.

– No SRM-353XBK é o acabamento em preto da frente e topo que não estava disponível até ao momento no modelo “standard”. E também exibem o logo STAX dourado comemorativo da ocasião. Incluem ainda os mesmos cabos de interligação RCA fornecidos com os modelos SRM-006tII e superiores.

STAX SR-L300 limited edition

STAX SR-L300 limited edition

 

Especificações SR-L300

  • Tipo: push-pull eletrostática
  • Frequência de resposta: 7 – 41,000Hz
  • Capacitância eletrostática: 110pF (incluindo cabo)
  • Impedância: 145kΩ (incluindo cabo)
  • Sensibilidade: 101dB / input 100Vr.m.s. / 1kHz
  • Voltagem Bias: DC 580V
  • Almofada ouvido: Pele artificial de alta qualidade
  • Cabo: 6 fios paralelos, 2.5m comprido, cabo OFC de baixa capacitância.
  • Peso: 486g (incluindo cabo), 360g (sem cabo)

 

STAX SRM-353X BK

STAX SRM-353X BK

Especificações SRM-353XBK

  • Nível de entrada: 100mV (at 100V output)
  • Ganho: 60dB
  • Distorção harmónica: 0.01% ou menor (quando usado com uns auscultadores da serie SR-L)
  • impedância de entrada: 50kΩ(RCA) / 50kΩx 2 (XLR)
  • Terminais entrada: RCA x 1 ou XLR x 1 (alternativa)
  • Voltagem máxima de saída: 400Vr.m.s. / 1kHz
  • Voltagem Bias: DC 580V
  • Consumo: 30W
  • Dimensões: 150 (L) x100 (A) x360 (F) mm
  • Peso: 3.0kg
ATC SCM50PSL Audio Excellence

ATC SCM50PSL Audio Excellence

“Esta é uma óptima coluna com uma gama dinâmica surpreendente com grande clareza e resolução excelente”

As scm50psl receberam o galardão de “Audio Excellence” pela altamente prestigiada revista Hi-fi Critic. A única revista independente e livre de publicidade.

Seguem-se umas breves passagens da critica por Martin Colloms:

“A neutralidade inerente expressou-se em todos os géneros musicais, de jazz (tanto energético como mais relaxado) ao rock pesado como o clássico Hendrix, onde somos transportados para a frente do publico com volumes de som bem altos. O mais moderno Keith Richards’s Main Offender suou como se estivéssemos presentes na sala de gravação, de tão pujante e imediato… suponho que seja a sua virtude o modo como se tornou acusticamente não obstrutiva, permitindo a vasta gama de géneros musicais que tínhamos como amostras contassem as suas historias individuais.”

“Estas ATC de 3 vias gerou imagens sonoras poderosas, timbricamente correctas e credíveis. Apesar de serem umas monitoras de proporções razoáveis, tem um excelente baixo com extensão, tom correcto e ataque, um médio verdadeiramente neutro e bem integrado e um agudo doce, detalhado e neutro. Bem mais poderosas do que as suas modestas dimensões indicavam, este excelente desenho debita imagens estéreo em grande escala e transmite a maior parte do caracter e detalhe das grandes gravações. Atinge o galardão de “Audio Excellence” pelas suas totais capacidades – não só pela sua capacidade massiva de receber potencia e a dinâmica resultante de tal.”

Martin Colloms, Hi-Fi Critic, Dezembro 2017.

Para ler a critica na integra visite a secção de criticas:

Para comprovar por si as virtudes destas colunas, marque a sua audição nas Nossas instalações.

Cabos Chord Sarum T Produto do ano 2017 pela Revista Audio & Cinema em Casa.

“Chord Sarum T –  Uma proposta de alta tecnologia”

Conclusão: “Embora não se possa dizer que cabos com preços que rondam os 2000€ são necessariamente baratos, tenho que reconhecer que, quando se faz o balanço entre qualidades intrínsecas e preço, os Sarum T não ficam nada mal. Têm um som que não põe pozinhos de perlimpimpim na musica, antes pelo contrario, conferem-lhe alegria e frescura, não se intimidam perante os fortes crescendos energéticos, serão seguramente muito bem vindos num sistema de áudio de boa qualidade. A ouvir em breve por quem ainda não teve oportunidade de o fazer até agora.”

Mais informação visitar o site: https://www.chord.co.uk/product-category/ranges/sarum-t/

Produto do ano 2017: http://exaudio.pt/web/wp-content/uploads/2018/01/IMG_20180104_0003.jpg

Critica aos Sarum T interligação e colunas: critica sarum t

Para marcar audições p.f. contactem previamente. Obrigado.

Bom ano 2018!

o Ano começa promissor para algumas das Nossas marcas.

A Audio Note acaba de ser galardoada com a sua célula fonográfica IO LTD como a melhor de 2017 pela vídeo magazine AV Showrooms.

avshowrooms products of the year 2017 Audio Note IO LTD

avshowrooms products of the year 2017 Audio Note IO LTD

 

 

 

Fonte de alimentação externa Audio Note para células IO LTD

Fonte de alimentação externa Audio Note para células IO LTD

Como é percetível esta celula dispõe de 6 pinos na retaguarda em contraste com os típicos 4. O porquê destes pinos extras é única e exclusivamente dedicados à alimentação das bobines internas da célula. Para poder usar esta célula é também necessário que o braço seja equipado com 6 fios afim de se poder ligar a fonte de alimentação de corrente continua à agulha. Pode encontrar mais informações no link abaixo.

Pode também ver no nosso canal youtube o segmento referente ao galardão Audio Note.

Para saber mais sobre a gama de células IO da Audio Note pf visite a pagina aqui: http://www.audionote.co.uk/products/analogue/_home_cart_01.shtml

 

Boas festas exaudio

Boas Festas para todos os Nossos amigos e clientes que mais um ano nos ajudaram a ultrapassar tempos difíceis.

Este ano foi de mudanças. Para os mais distraídos, mudamos de instalações e aguardamos a Vossa visita. Estaremos abertos na semana de dia 26 a 30 de Dezembro.

Para o ano esperamos estar de novo à altura das Vossas expectativas e teremos mais novidades como tem vindo a ser costume. Por isso aguardem que as noticias logo chegam.

Estaremos abertos na semana de dia 26 a 30 de Dezembro.

Resta então desejar a todos boas festas e um fantástico 2018 cheio de musica, nova e antiga.

 

Chord Sarum T Best loudspeaker award 2017

Chord Sarum T Best loudspeaker award 2017 Hi-Fi World

Mais uma vez a Chord consegue um galardão, desta vez na gama superior. O Chord Sarum T.

“É raro algo de verdadeiramente diferente aparecer no mundo dos cabos de coluna mas o novo Chord Sarum T é simplesmente isso…”

Especificações técnicas

Condutor Alta pureza, banhado a prata, Cobre polido livre de Oxigénio
Isolamento Taylon
Configuração Par torcido
Blindagem Blindado individualmente positivo e negativo. Malha densa banhada a prata. Revestimento exterior em polietileno.
mm2 2.63
Diâmetro 2 x 8.5mm

Venha ouvi-los às Nossas instalações. Marque audição 214649110 ou 917600209.

Leia a critica original aqui: http://exaudio.pt/web/wp-content/uploads/2017/10/Hi-Fi-World-Review-Chord-Sarum-T-Nov17.pdf

Ou consulte a brochura aqui: http://exaudio.pt/web/wp-content/uploads/2017/08/chordco-sarumt-A4-LR.pdf

Mais galardões para as Nossas marcas. Desta vez os galardoados são o pré amplificador de phono Perreaux VP3 como o melhor do ano pela revista Sound + Image

Perreaux vp3 sound+image award

Perreaux vp3 sound+image award

segue a critica aqui: http://www.avhub.com.au/news/hi-fi/perreaux-audient-vp3-405886

e como sistema tudo-em-um o Plato Lite pela revista francesa Diapason D’or para os premiados de 2017.

Plato galardão Diapason d'or 2017

Plato galardão Diapason d’or 2017

segue a critica aqui: https://www.on-mag.fr/index.php/topaudio/actualites-news/16592-convert-technologie-la-marque-anglaise-distribuee-en-france-par-pi-music

Ambos podem ser ouvidos nas Nossas instalações.

 

 

 

 

Os AV Tech awards que são atribuídos todos os anos pelo conjunto das revistas HIFI NEWS, HIFI-CHOICE e HOME CINEMA CHOICE, este ano decidiram atribuir os galardões de melhor sistema on-wall ao conjunto de 5.1 ATC HTS7, constituído por 5 colunas ATC HTS7 e o sub ATC C1.

Sistema colunas 5.1 ATC HTS 7

Sistema colunas 5.1 ATC HTS 7

 

O outro galardão foi atribuído aos cabos da CHORD company Clearway como o melhor cabo de interligação.

Cabos interligação Chord Clearway

Cabos interligação Chord Clearway

Mais detalhes nos pdf’s respectivos.

ATC: avtech_awards_17_ATC_Reprint-LOW

Chord Co,: avtech_awards_17_Chord_Co_Reprint-LOW

 

Pensamos que esta visita da Video Magazine AVShowrooms às instalações da Audio Note seja de bastante relevância para os apreciadores da marca e por isso achamos digna de constar nas Nossas noticias e esperamos que apreciem tanto quanto Nós.

A reportagem consta de 10 episódios, os quais colocamos os links na respectiva ordem de modo a poderem vê-los na sequência correcta.

episódio 1: https://youtu.be/d9vRyw65kE0

episódio 2: https://youtu.be/xyEQOdBL7W0

episódio 3: https://youtu.be/un5zyCkvNQs

episódio 4: https://youtu.be/_AwhvVwOW_0

episódio 5: https://youtu.be/UMtz_xVqqFs

episódio 6: https://youtu.be/YEMwd_m99vU

episódio 7: https://youtu.be/eB23a0IMSiU

episódio 8: https://youtu.be/lq97uE9R0SE

episódio 9: https://youtu.be/V7XxERRQEjE

episódio 10: https://youtu.be/mKzPn5aEK5A

Os mesmos e outros estão disponíveis no Nosso canal do youtube secção Audio Note que podem visitar aqui: https://www.youtube.com/watch?v=d9vRyw65kE0&list=PLp4InNI6h3og-x3nUXebEDh0IZkNOkyMo

nottingham analogue spacedeck 294Convidamo-lo para uma bela tarde do Vinyl com a Farmvinyl na Exaudio,

Reserve já na sua Agenda Sábado 18 Novembro, a partir das 15h.

A Farmvinyl vai estar presente a vender os melhores discos audiófilos, nomeadamente das editoras Music Matters, Analogue Productions, Mobile Fidelity, IMPEX, ORG Music, entre outras.

Se pretender adquirir algum disco no evento levante dinheiro préviamente, pois a Farmvinyl não terá pagamento por Multibanco.

Veja todo o catálogo em http://farmvinyl.blogspot.pt e se pretender reservar algum disco envie E-mail para jmfnb10022@hotmail.com

A Exaudio vai demonstrar gira discos Audio Note e Nottingham Analogue com células Transfiguration, e phono’s da Tom Evans Audio Design.

Vão estar em demonstração varias gamas dos cabos da Chord Company a mais recente marca representada pela Exaudio. chord sarum t

Também vão marcar presença as máquinas de limpeza da Okki Nokki e Loricraft. Tragam os Vossos discos e comprovem a diferença antes e depois de uma limpeza numa das maquinas.

Demonstração também do Plato e a sua capacidade de digitalizar e processar a sua colecção de vinyl.

A Exaudio situa-se na Rua de Braga (junto da Rua da Calçada), Lt1, Loja Esq, 2755-275 Alcabideche. (pai do vento)

Veja o caminho aqui :

http://exaudio.pt/web/wp-content/uploads/2017/03/mapa_loja_2.gif

promo_campanha

A gama da Plato tem agora uma campanha a decorrer até dia 31 de Dezembro 2017.

A promoção é exclusiva para produtos com acabamento em branco ou preto acetinado. Outros acabamentos disponíveis mediante orçamento.

A já famosa gama de produtos Plato em que o seu produto principal “tudo-em-um” (streamer, sintonizador radio por internet, pré amplificador de gira-discos, DAC, ADC e amplificador) para o mercado de Alta Fidelidade e cinema em casa oferece uma solução compacta de altíssimas especificações para desfrutar de musica de alta definição no conforto de sua casa. Assim como uma fantástica possibilidade de gravação a partir dos discos de vinil.

Os Plato são o único produto integrado que lhe permite digitalizar a sua colecção de discos de vinil sem ter que recorrer a programas semi ou profissionais de gravação digital. Ponha o seu disco a tocar no seu gira-discos e já está. Poderá navegar pela sua livraria de ficheiros como se de outro qualquer ficheiro se tratasse. Seleccione e está a tocar…

Não encontrará uma opção mais versátil e eficiente em lugar nenhum… Boas audições.

Preços

Modelos Preço Normal Preço campanha
Tempus 12000€ 8000€
Plato Classe A 5818€ 4800€
Plato Classe B 4438€ 2995€
Plato Pre 3897€ 2295€
Plato Lite 3180€ 1995€

 

Alguma duvida ou marcações para audições utilize os contactos abaixo. Ou contacte o seu revendedor de preferência.

scm11 chordco-whf-awards-2017-3-best-buy-1080-3

Os galardões referentes ao ano de 2017 da revista Inglesa What Hi-fi? foram anunciados ontem e as Nossas representadas receberam alguns, a saber:

ATC SCM11 – Melhor coluna de suporte entre 1200£ e 2000£.

Já vencedora do mesmo galardão nos anos de 2006, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2013, 2014, 2015, 2016, 2017

The Chord Company – Melhor cabo de interligação acima de 50£ para os cabos Clearway

The Chord Company – Melhor cabo de coluna para os cabos Clearway

The Chord Company – Melhor cabo de interligação abaixo de 50£ para os cabos C-Line

Para conhecerem e experimentarem os mesmos venham até às Nossas instalações em Cascais ou contactem os Vossos revendedores de preferência.

 

A ATC soma mais um galardão, desta vez e pela 1ª vez Golden Ear Award

Leiam na integra a justificação de Neil Gader para tão prestigiado galardão:

ATC SCM19A loudspeaker
$9995
If memory serves, the SCM19A is the first fully active loudspeaker to receive a GE Award. It’s high time, too. The “active” segment remains a relative rarity in the high end—a breed more likely to reside in recording studios than in the listening rooms of audio sophisticates, who often prefer component “mixing and matching” to active designs where all electronics and transducers are optimized for each other. Having reviewed ATC’s passive stand-mount version (same internal volume), I found the active version is really far superior. This two-way, acoustic-suspension, bi-amplified/electronic crossover floorstander is neutral through the broader midrange and presence range. But in comparison to the passive version, the key differences are the 19A’s improved imaging, almost point-source-like coherence, three-dimensional immersiveness, and low-end control. The sound is more densely filled with ambient cues and the orchestral soundstage more fully grounded; plus, there is a broader and more colorful palette of timbre and texture to draw from. The SCM19A is a stronger, more muscular version of the passive SCM19, as if it had spent the last few months at the gym. Expensive for a two-way? Not when you factor in the active elements. There is no reasonably priced two-way loudspeaker that I can recommend more highly.

Disponível para audição nas Nossas instalações.

SCM19A-TEASE-C-160216

Uma marca há muito afastada do Nosso mercado está de volta.TCC.logo

A marca de cabos audio e video mais vendida no Reino Unido está de novo disponível em Portugal através da exaudio.

Podem encontrar toda a gama da marca nas Nossas novas instalações ou através do Vosso retalhista de eleição. Perguntem-nos qual o mais próximo da Vossa localização.

A Marca tem uma vasta gama de preços e modelos e de certo algum será compatível com o Vosso orçamento/ preferência / performance desejada.

Para os menos conhecedores da mesma segue uma breve historia de como tudo começou:

A empresa Chord foi formada em 1984. Tudo começou em Salisbury numa noite após o jantar quando um grupo de americanos vendedores da Naim Audio visitavam a empresa e pediram um bom cabo de interligação DIN-> RCA. À mesa estava uma senhora de nome Sally Gibb, à época casada com um executivo da Naim Audio, que se ofereceu para manufacturar os cabos e criar uma empresa para o efeito. Com a aprovação da Naim Audio, a produção de cabos para os Estados Unidos começou.

Picture 2442Como os Americanos se referiam aos cabos como “cords”, surgiu o nome The Chord Company com as obvias conotações musicais, parecia perfeito e rapidamente o nome ficou. A Sally desenhou o logótipo, as embalagens e começou a experimentar protótipos. Com design e construção completamente Ingleses, apesar da dificuldade de fornecedores na época, era primordial e dias de procura levaram a fornecedores de suficiente qualidade. Amigos da Naim Audio providenciaram aconselhamento e conhecimento e alguns deles até ajudaram a construir os cabos.

O primeiro protótipo designou-se “Chrysalis Cable” e os americanos fizeram uma primeira encomenda, após o testarem, de 250 unidades. Os cabos foram construídos, testados,   embalados e despachados. As primeiras facturas foram feitas num maquina de escrever. Após 2 anos estáveis de encomendas, a Chord Company teve a sua primeira critica (pelo Malcolm Steward) e depois o telefone começou a tocar…

 

 

 

Consultem a tabela de preços aqui.

Visitem o canal youtube da Chord aqui.

A Nova serie da ATC que acabou de ser lançada já arrecadou o galardão Best Buy da revista Home Cinema Choice.

O novo sistema de montagem em parede que consistiu em quatro HTS7 como frontais , uma HTS7C como central e um Subwoofer C1.

Pode ler a critica completa aqui na Nossa secção de criticas: Home cinema choice – best buy

O critico, Ed Selley achou que as (colunas) ATC tinham uma performance estonteante, numa caixa discreta com design actual e de fácil montagem. Concluiu: “um magnifico casamento entre capacidade e conveniência, as colunas HTS da ATC podem ser o que a sua sala de cinema desperadamente necessita.”     Ed Selley, Home Cinema Choice, July 2017.

 

ATC_HTS_Group_Sml_Web

ATC lança nova serie HTS (Home Theater Series)

É com grande orgulho que a ATC anuncia o lançamento da sua nova serie HTS (Home Theater Series). Desenvolvida para proporcionar som de altíssima qualidade quer seja TV, Cinema ou som de alta definição no conforto de sua casa. A nova serie usa os altifalantes ATC e crossovers, integrados em caixas desenhadas com o intuito de poderem ser enquadradas em qualquer habitação independentemente da decoração. Quer sejam penduradas quer sejam embutidas nas paredes.

A serie inclui os modelos HTS7, HTS11 e HTS40. Qualquer um dos modelos tem versão para instalação horizontal ou vertical. Qualquer um dos modelos vem já equipado com o novo tweeter SH25-76 assim como toda a tecnologia presente na serie de entrada da ATC. Mas isso não é tudo… através da serie HTS terá acesso a toda a herança de engenheira presente nos modelos de monitores profissionais usados diariamente por todo o mundo pelos profissionais mais exigentes da industria áudio e de cinema.

Como todos os produtos ATC a serie HTS é montada à mão de modo a proporcionar uma vida de uso e prazer aos seus proprietários.

Pode consultar a brochura aqui.

hts7-lifestyle

Com a introdução do Merging+Nadac e depois do Merging+Player usando um protocolo áudio através da ethernet em vez do convencional USB o mundo do audio high end abanou. Ravenna oferece varias vantagens comparando com o USB e os resultados foram registados numa serie de boas criticas sobre estes equipamentos.

A inovação da Merging não acaba aqui. Ambos equipamentos estão disponíveis em versões estéreo e multicanal para os antigos adeptos do SACD que finalmente podem ouvir os ficheiros multipistas como eram supostos serem ouvidos.

A parceria com a ROON para o Merging+Player vai muito para alem das implementações “Roon Ready” já conhecidas. O Roon era incapaz de tocar ficheiros DSD multicanal. Desde a versão 1.3 essa função já foi implementada com muitas outras melhorias. Isto foi um grande feito na parceria Roon / Merging que brevemente introduzirá novas funções.

A Merging apresenta o seu novo equipamento o Merging+Power como uma melhoria à sua gama de produtos audiófilos. Críticos dizem que Merging+Nadac e Merging+Player já soam fantásticos, então isso quer dizer que os engenheiros fizeram um optimo trabalho mas há quem defenda que todos os componentes de corrente alternada deviam ser removidos do chassi de modo a melhorar a performance do aparelho. A resposta surge como o Merging+Power. Um desenho híbrido único que mistura tecnologia de fontes comutadas com transformadores toroidais de modo a separar as diferentes necessidades dos componentes internos. Todas os componentes principais estão de acordo com especificação da industria aeroespacial e/ou militar e foram seleccionados para providenciar a máxima integridade timbrica.

O Merging+Power é um produto concebido para incrementar o nível de excelência junto dos ouvintes mais exigentes.

Todos os esforços foram feitos para conseguir a melhor performance dos auscultadores electrostáticos STAX de modo que alcançassem o seu nível ideal.
SRM-T8000-350

Agora chega o modelo topo de gama de amplificador STAX que adoptou todo o conhecimento reunido na marca ao longo dos anos. O modelo intitulado “T” herdado de tipologias anteriores e o circuito híbrido usando dual tríodos e semicondutores expande imensamente as capacidades dos “earspeakers” (auscultadores).

Funcionalidades:

A configuração híbrida e balanceada com válvulas 6922 de reputação inquestionável no 1º estagio de amplificação e de semicondutores em classe A no estagio de saída, consegue-se um som com ultrabaixo ruído, preciso e rico musicalmente.

As válvulas de 1º estagio foram montadas numa placa independente de modo a evitar vibrações externas e ruídos parasitas. O Ruido foi totalmente cancelado por amortecedor à prova de vibração e cobertura das válvulas, sistema semelhante ao usado em discos rígidos.

O transformador toroidal de grandes dimensões, usado pela 1ª vez na historia da marca, assim como o chassis em alumínio não magnético foi utilizado para conseguir um timbre cristalino

4 pares de entradas.

O SRM-T8000 dispõe de uma função EXTERNAL que permite fazer o by-pass e o volume ser controlado pela fonte externa.

Utilização de novo isolamento maciço em alumínio combinado com material de grande capacidade de aperto.

Especificações:

Frequência de resposta 1Hz – 115kHz

Máximo volume de entrada: 30V rms

Ganho 60db

Distorção harmónica: 0.01% or less a 1Khz

Impedância de entrada 50K ohm

Voltagem máxima de saída 470V rms

Consumo máximo: 58W

Dimensões: 320 (W) x103 (H) x395 (D) mm

Peso: 7.3KgT8000_Rearpanel-350

convite

Desde já agradecemos aos Nossos amigos e fieis clientes que nos permitiram estar no mercado desde 2003 até hoje.

Para quem não nos conhece eis o porquê de Exaudio: OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Exaudīŏ, īs, īre, īvī, ītum:
(ex,audio) v. tr.

1.Ouvir distintamente, ouvir com toda a clareza, ouvir bem, compreender;
2.Prestar atenção, atender, deixar-se persuadir, acolher favoravelmente, satisfazer um pedido.
In Dicionário Latim – Português, Porto Editora.

A Exaudīŏ surgiu em 2003, devido a uma necessidade: a de adquirir colunas provenientes de uma das marcas mais conceituadas a nível internacional e das mais usadas nos estúdios profissionais de gravação de referência a nível mundial – a ATC – e de não existir essa representação em Portugal, apesar de as mesmas serem já utilizadas em inúmeras produções discográficas nacionais.

Na Exaudīŏ, procuramos assegurar que os vários produtos de cada uma das marcas que representamos tenham alguma sinergia entre si.

E procuramos, acima de tudo, que o som reproduzido seja o mais próximo e fiel possível ao original.
Fazemos esta selecção baseados no nosso know-how profissional ao nível da produção e da gravação discográficas que, durante anos, nos manteve em contacto com as verdadeiras fontes de som: os instrumentos musicais.

Devido às circunstancias da economia global e do Nosso país em particular acabamos por tomar a decisão de abrir a Nossa loja de modo a ficarmosOLYMPUS DIGITAL CAMERA mais próximos de quem nos procura. Assim a partir de agora podem visitar-nos na Rua de Braga, lote 1, loja esquerda, no Pai do Vento, Cascais.

Podem encontrar mapa de como chegar até Nós aqui.

Os horários de funcionamento mantém-se das 10h às 19h com paragem para almoço. Convém marcar visita / audição para lhe poder dedicar toda a atenção merecida.

Actualmente temos duas zonas de audição em permanência e uma sala de cinema em casa com tratamento acustico a cargo dos Nossos amigos de longa data JOCAVI e ecrã de projecção made in Portugal da internacionalmente galardoada Lusoscreen, temos instalado o primeiro ecrã Darkstar plano de 100″, assim como um posto de audição para os melhores auscultadores electrostáticos do mundo, os STAX.

Teremos parcerias com outras marcas para alem das Nossas representadas, visitem-nos e vejam quais…

Responderemos à altura das expectativas de sermos a única loja de hifi high end nos concelhos de Oeiras, Sintra e Cascais.

A inauguração oficial será dia 6 de Maio a partir das 15H. Podem fazer download do convite.

Cá Vos esperamos.OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

product of the yearA reputada revista Hi-fi Review de Hong Kong decidiu atribuir à célula Transfiguration Phoenix o galardão de produto do Ano, na categoria de MC Cartridge .

Tivemos a referida célula em demonstração no Audioshow deste ano, montada num gira-discos Space 294 da Nottingham Analogue com respectivo braço de 12″.

Quem não teve oportunidade de ouvir a mesma com a devida atenção pode agora visitar as Nossas novas instalações e calmamente apreciar a qualidade e som da referida célula.

Cá os esperamos…

TRANSFIGS_phoenix

 

 

 

 

 

 

 

 

Leia aqui a critica na Audio & Cinema em casa: http://exaudio.pt/web/wp-content/uploads/2013/11/Phoenix-S-Audio-Set16.pdf

Convite Audioshow 2017Caros amigos e clientes,

É com enorme satisfação que anunciamos a Nossa presença em mais um audioshow, de novo a decorrer no Hotel Pestana Palace. Nos próximos dias 3, 4 e 5 de Março. Dias 3 e 4 das 14h30 às 21h e dia 5 das 14h30 às 20h.

Estaremos presentes, como tem sido habitual nos últimos anos, nas salas Foz e Janelas Verdes.

Na sala foz estaremos a estrear a novidade “tudo-em-um” Plato Classe A, 160803-Convert-Technologies-Studio-Product_0096_300dpi-1024x684com pre de phono MM e MC altamente configurável, streamer, Conversor analógico / digital e digital /analógico que permite gravar directamente para Disco interno de  2 terabytes. Este encontra-se conectado à base de dados da grace note que identifica a maior parte dos cd’s e discos de Vynil e os exibe no ecrã. Para demonstrar estas capacidades teremos o gira discos da Nottingham Analogue  space 294 com braço de 12″ com célula transfiguration Phoenix. Para Mostrar a qualidade do DAC teremos o transporte CDT da Perreaux conectado via coaxial digital. E para completar este circuito usaremos as colunas da Audio Note AN-J LX Hemp.

NADAC-FrontLeft1-Transparent-Shadow-webNa Sala Janelas Verdes teremos as colunas Manger Audio P1 alimentadas pelo Perreaux eLoquence 250i, que teremos ligado ao Merging Nadac para ficheiros DSD e de alta definição e o leitor de cd’s da Audio Note CD 4.1. Todos suportados pela magnifica mesa X-reference da Quadraspire.p1_front_silvergloss

Para ter acesso ao convite por favor click no link: Convite Audioshow 2017

 

 

160803-Convert-Technologies-Studio-Product_0096_300dpi-1024x684Plato White Background Centred

 

 

 

 

A Exaudio tem o prazer de anunciar a sua nova representação para 2017.

O Plato é uma aparelho concebido pela Convert Technologies
A Convert Technologies constrói o sistema que a imprensa de alta fidelidade Inglesa dizia ser praticamente impossível de construir. E prometem continuar a construir mais como este e complementa-lo com serviços que mais ninguém tem. Nesse sentido gostam do inusual.
A já famosa gama de produtos Plato é o seu produto principal “tudo-em-um” (streamer, sintonizador radio por internet, pré amplificador de gira-discos, DAC, ADC e amplificador) para o mercado de Alta Fidelidade e cinema em casa. Assim como uma fantástica possibilidade de gravação a partir dos discos de vinil.
Não encontrará uma opção mais versátil e eficiente em lugar nenhum…

Há quatro versões diferentes do Plato. A saber: a versão mais acessível LITE que é a versão streamer e que pode usar para ouvir musica através do disco interno ou servidor externo ou radio internet assim como os seus filmes favoritos. A versão PRE já conta com um fantástico pré de phono com capacidade para células MM e MC com uma miríade de ajustes desde ganho, a impedância e capacitância de acordo com cada célula. As duas versões restantes incluem também modulo de amplificação de 50W a @ 8ohm. Sendo como o nome indica, o CLASSE B apresenta um amplificador com esse modo de funcionamento enquanto que o CLASSE A funciona nessa classe de bias.

A função mais interessante é o Plato estar ligado à base de dados da gracenote e reconhecer qualquer vinil ou CD que toque através do reconhecimento de ondas audio e apresentar as capas, assim como nome do album e respectivo tema no display do aparelho, assim como tambem pode gravar directamente para o disco interno com toda esta metadata recolhida automaticamente da net.

Quer ver e ouvir por si?! Marque uma audição nas Nossas instalações através dos contactos habituais.

160803-Convert-Technologies-Studio-Product_0112_300dpi-1024x683 (1)

Bom Ano de 2017

São esses os Nossos votos para todos os Nossos amigos e clientes que nos tem ajudado nestes quase 14 anos no mercado.

Este ano não podia começar melhor e a Revista Audio & Cinema em casa atribuiu dois dos seus galardões a produtos por Nós distribuídos. A saber: o galardão de melhor DAC (Conversor digital analógico) do ano de 2016 ao Merging NADAC e o outro galardão aos melhores auscultadores electrostáticos ao sistema STAX SRS-5100.

Mais uma vez o Nosso obrigado também à Revista Audio & Cinema em casa e toda a sua equipa por mais estes dois Galardões que nos motivam a continuar a fazer mais e melhor e a descobrir e a trazer até Vós novos produtos de igual ou qualidade superior ao que já Vos habituamos.

Muito Obrigado.

produtoano2016
Conversor digital / Analógico Auscultadores Electrostáticos
Merging NADACNADAC-FrontLeft1-Black-web STAX SRS-5100
Testado na Audio nº 259 – Julho /Agosto 2016 Testado na Audio nº 260 Setembro / Outubro 2016
No momento em que esta opinião foi publicada já devia seguramente ter sido apresentada nos EUA a última versão do NADAC que esteve presente no show de Munique ainda em protótipo e que incorpora o software Roon, um dos mais gabados, não só pela facilidade de utilização como pelo volume de informação a que permite aceder. Tudo indica que a incorporação do Roon no NADAC, irá transformar este excelente DAC numa opção difícil de combater. Isto apesar de, tal como foi testado, o NADAC ser um conversar de nível extremamente elevado, como uma limpidez, transparência e capacidade de reprodução de detalhes muito difíceis de igualar. Um dos grandes DACs da actualidade. O conjunto SRS-S100 oferece a qualidade Stax a um preço mais em conta, e isto sem nunca deixar de ser Stax! Todas as grandes qualidades que tornaram a marca uma referência no mundo dos auscultadores estão presentes: espacialidade, correcção tímbrica, mesmo a capacidade para reproduzir rock com uma naturalidade absoluta. A competição no mundo dos auscultadores topo-de-gama pode ser muito apertada e não custa nada ouvir algumas alternativas planar-magnéticas modernas, mas, para quem aprecia o som electrostático, a decisão é sempre fácil de tomar desde que a carteira esteja disponível para corresponder ao preço. Stax será sempre Stax.

Campanha células Transfiguration

campanha células transfiguration

campanha células transfiguration

Pode ser esta a oportunidade da próxima prenda de natal? 🙂

A Partir de hoje e até ao final de Dezembro de 2016, as células Transfiguration estarão com um desconto de 20% sobre o pvp.

Para terem acesso a esse desconto basta entregar a sua célula antiga de preço igual ou superior a 500€ (desde que não esteja partida e/ou irrecuperável), de qualquer marca e será aplicado um desconto de 20% a qualquer modelo da marca Transfiguration.

Caso subsistam algumas duvidas não hesitem em nos contactar.

2014_Manger_Logo_en_100k

 

A Exaudio tem o prazer de anunciar a sua nova representação para Portugal.
Desta vez trata-se da prestigiada marca alemã Manger Audio. Marca já com 45 anos de experiência e umas quantas patentes relativas ao seu altifalante peculiar, diferente e extremamente preciso.

A marca disponibiliza colunas passivas e activas e com acabamentos em qualquer tom RAL.

A apresentação oficial da marca em Portugal será nos próximos dias 12 e 13 de Novembro das 15h às 20h no Hotel Villa Rica, que cita na Avenida 5 de Outubro, 295, Lisboa.

Segue um breve resumo do percurso da marca.

Manger_p1_pequeno

 

Josef Manger começou a trabalhar em 1968 na loja dos pais, na importação de marcas de P.A. e outras como Marshall, Fender, Klipsch, etc.

O seu contacto com os músicos, levo-o rapidamente a perceber que havia uma diferença entre a música reproduzida por equipamento high end e a ouvida num concerto ao vivo.

Começou aí a sua pesquisa. Após muitas medições concluiu que, apesar de electricamente os altifalantes serem todos muito semelhantes, o som que reproduziam era muito diferente. A partir de então a sua investigação focou-se em alternativas eletroacústicas e de materiais.

Essas investigações levaram-no à sua 1ª patente: um woofer em estrutura aberta, que registava uma ressonância a 7Hz.

Em 1972 regista a 2ª patente. Tinha chegado à conclusão que a principal limitação na reprodução do audio não se encontrava nas suas frequências baixas mas sim nas altas, através do tweeter.

Em 1974 é publicado o 1º artigo sobre o altifalante do sr. Manger o W02.

No ano seguinte, faz a 1ª apresentação internacional no IEE (Institution of electrical engineers) em Londres.

Em 1976 constrói a 2ª geração do W02.

Em 1978 é registada a marca Manger na Alemanha.

Após um ano, o lendário S05 recebe um prémio de design, continua o registo de patentes e em 1980 melhora o S05.

Em 1986 dá-se a 1ª apresentação do Manger Sound System, uma coluna monitora activa destinada a estúdios, que viria a ser adoptada como coluna de referência por inúmeros estúdios na Alemanha, Suíça e Áustria.

Em 1990 inicia a produção em serie do altifalante Manger.

Até 1996 chegam ao mercado a serie de colunas Zero Box (modelos Zero Box 103, 107 e 109)

Em 2000 lançam o  CD de demonstração e no ano seguinte apresentam a patente do Manger Holoprofile.

Decorridos dois anos, concretamente em 2002 instalam o seu 1º sistema numa discoteca em Berlim. Até 2006 continuam a instalar alguns sistemas de P.A. em locais de conferências, salas de concertos e até numa igreja em Berlim.

Em 2009 voltam aos monitores de estúdio e em 2010 registam a 1ª patente dum microfone “3D”

A coluna de chão activa a MSMs1 foi lançada em 2011 e em 2012 o modelo MSMc1 ganha o premio Focus Open Gold, um prémio independente internacional

Em 2013 a S1 recebe o galardão Image Hifi na categoria de colunas

Em 2014 a MSMc1 é nomeada para os prémios alemães de design

No ano em curso lançam a sua primeira coluna in-wall a W1

Download do seu convite aqui

ATC arrecada mais 3 prémios what hifi? 2016

ATC prémios what hi-fi? 2016

ATC prémios what hi-fi? 2016

 

atc scm11

atc scm11

ATC SCM19

ATC SCM19

sistema 5.1 ATC C1

sistema 5.1 ATC C1

SCM11

Colunas estereo monitoras

de £1200 a £1500

A critica completa: https://www.whathifi.com/atc/scm-11-2013/review

SCM19

Colunas estereo monitoras

acima de £1500

A critica completa: https://www.whathifi.com/atc/scm19/review

Sistema C1

Conjunto colunas 5.1

Acima £2000

Composto por :

4 colunas SCM7

1 coluna central C1

1 Subwoofer C1

A critica completa:

https://www.whathifi.com/atc/c1/review

Amplificador ATC P2

Amplificador ATC P2

ATC lança novo amplificador

Amplificador de potencia P2

Gerando o dobro da potência do seu irmão mais pequeno o P1, o P2 controlará as colunas mais difíceis com as virtudes da sonoridade da amplificação ATC de gama extra larga e baixíssima distorção.

Construído à mão na ATC, o P2 é um amplificador de potência que funciona em classe A/B, desenhado para complementar a gama de pré-amplificadores da marca ao nível estético e operacional. Com uma potência continua de 300W/canal, é um design dual mono. Com sinal, retorno e fontes de alimentação discretas asseguram um mínimo de interferência em toda a banda de funcionamento até aos 400KHz.

No novo chassi de baixa vibração, o P2 inclui 2 transformadores de 400VA (1 por canal) de baixo ruído e uma saída constituída por 3 pares de mosfet’s por canal capazes de alcançar um pico de corrente de 15 Amperes.

O ganho do P2 é similar ao do P1 de modo a poderem usar-se em conjunto para ligações tipo bi-amplificação ou tri-amplificação, ligando os amplificadores nas suas ligações link / output.

O ATC P2 disponibiliza entradas balanceadas XLR e single ended. Terminais de saída standard de 4mm e controlo remoto por infravermelhos.

Características:

Ultima tecnologia ATC com Mosfet’s.
Amplificação de topologia A/B.
300W contínuos a 8 ohms.
Arquitectura dual mono assegura mínima interferência cruzada e menor interferência modulada entre canais.
Fontes de alimentação completamente separadas para sinais áudio de baixa voltagem, para sinais áudio de alta voltagem e para sinais de controlo / lógica.
Largura de banda de 400KHz para assegurar a melhor resposta a transientes.
Baixíssima distorção.
Transformadores toroidais de baixa distorção feitos por encomenda.
Novo chassi mais resistente a vibrações e visual mais apelativo.

 

Especificações:
Potência máxima de saída continua: 300W (8Ω, 1% THD)
Sensibilidade de entrada: 2V rms (ref. 150W out)
Impedância de entrada: 10kΩ
Resposta de frequência: <2Hz – >400kHz (-3dB)
Rácio Sinal ruído: >110dB (DIN)
Crosstalk : >100dB
Distorção Harmónica total: >0.002%/-95dB
Dimensões (AxLxP): 141x448x337mm
Peso: 30kg
Garantia de 6 anos.

merging player

merging player

Merging Technologies irá apresentar no próximo fim de semana no Rocky Mountain Audio Fest, nos EUA, a versão de pré-produç ão do Merging+NADAC player. O resultado duma dinâmica parceria com os Roon Labs. O conceito de soluções integradas com o player Roon não é nova, mas esta será a primeira vez que o foco da mesma estará voltado para uma solução network disponibilizando soluções estéreo e multicanal com capacidade de descodificação DSD256 e DXD.

A versão protótipo deste Merging+NADAC esteve em exibição no Munich 2016 High End onde foi bem recebido pelos visitantes. A Solução de “equipamento único” com software e server combinado com DAC dispensa a necessidade de ter um computador na sala de estar. A facilidade com que o sistema pode ser controlado através do seu tablet ou smartphone melhora em muito a sua experiência.

O Merging+NADAC necessitará de estar ligado à rede caseira de modo a ser controlado por wifi e podermos enviar musica por streaming de um NAS usando o protocolo Ravenna/AES67. O Player em em si terá novos drivers Linux/Alsa. Drives USB extra poderão ser ligadas directamente nas ligações traseiras do Merging+NADAC player.

Roon é conhecido por providenciar uma experiência superlativa aos seus utilizadores pela sua interface amigável e sua vasta base de dados para o amante de musica que queira saber toda a informação referente a determinado tema. A junção do Roon com o DAC mais transparente e com melhor som do mercado, com possibilidade de reprodução multicanal é por si só digno de noticia, mas a adição de verdadeira usabilidade em network providência uma flexibilidade de uso em casa que a concorrência pode apenas sonhar.

Esta solução pode também ser implementada em modelos vendidos previamente, sendo, portanto, retro compatível com modelos anteriores. As primeiras unidades de produção estarão disponíveis a partir de janeiro 2017. Os preços terão um ligeiro incremento em relação ao modelo base. O preço incluirá um programa de assistência VIP que cobrirá um numero de benefícios de valor acrescentado durante a generosa garantia de 3 anos. Isto cobrirá assistência remota, serviço de suporte IT, suporte técnico online e transporte da unidade nos dois sentidos caso a mesma tenha necessidade de assistência.

A ATC anuncia o lançamento de novas colunas centrais.

colunas centrais ATC c1 e c3

colunas centrais ATC c1 e c3

 

Para fazer conjunto com as altamente apreciadas SCM7 e SCM11, a ATC apresenta as novas colunas centrais C1C (V3) e C3C(V3) que debitam uma gama dinâmica correcta e linear dotada de uma surpreendente inteligibilidade vocal no centro de sistemas compactos ATC 5.1 para os entusiastas de filmes e áudio multi-canal.

Tweeters compatíveis

Combinando com os modelos monitores, a C1C e a C3C agora com o novo tweeter ATC SH-25-76 de dupla suspensão, desenhado e construído na ATC, sem compromissos, conseguindo uma resposta de agudos extensa e baixíssima distorção. Este tweeter de 1,5 Teslas com magneto em neodímio inclui um  tratamento especial para aumentar a dissipação de calor, de modo a manter uma grande capacidade de gestão de potência recebida e reduzida compressão. Possui também  uma guia de 5,5mm maquinada numa liga de alta rigidez mecânica o que lhe confere confere uma óptima dispersão linear em eixo e uma operação livre de ressonâncias.

Médios / graves compatíveis

Em cada uma das colunas centrais encontra-se o tweeter no meio de 2 médios / graves idênticos aos usados nas colunas com que fazem parceria nos canais esquerdo e direito. A C1C utiliza os médios / baixos ATC de 125mm iguais aos das colunas SCM7. A nova C3C usa os altifalantes ATC CLD150mm iguais aos das SCM11.

Os crossovers foram desenhados de acordo com as novas SCM7 e SCM11.

Consequentemente e em comum com as SCM7 e SCM11 os canais centrais exibem uma curva de impedância sem valores baixos ou ângulos de desfasamento extremos, de modo a apresentarem uma carga fácil para qualquer amplificador de 75W a 300W.

Novos sistemas ATC 5.1

Com estes novos sistemas que combinam as C1C e as C3C com as SCM7 e SCM11 e o sub activo C1, pode ter um sistema com a assinatura tímbrica ATC com um som neutro, banda espectral larga e grande dinâmica.

C1 Subwoofer

O sub activo ATC C1 tem um design compacto, com um woofer ATC de 12” construído à mão, com amplificação ATC mosfet de 200W. O Sub inclui um telecomando que permite controlar a frequência de corte, ganho e fase, alterações que podem ser visualizadas no display no painel do Sub. Pode ser configurado para cinema em casa ou música. Inclui entradas de linha, de coluna e entrada de trigger de 12v.

Esteticamente compatíveis

Desenvolvidas para complementar as SCM7 e SCM11 visualmente e acusticamente, as C1C e C3C são apresentadas  numa caixa com alta qualidade de construção e com grande travamento para conseguir uma grande rigidez e amortecimento de vibrações. Os modelos estão disponíveis em acabamentos de cerejeira e preto ”ash”, acabamento esses feitos à mão. Completamente construídas na ATC as C1C e as C3C herdam o pedigree ATC e proporcionam aos seus futuros adquirentes  a  entrada no mundo da precisão áudio que acompanha todos os modelos de colunas ATC que é uma das marcas profissionais mais conceituadas no mundo.

Como todos os produtos ATC  tem uma garantia de 6 anos.

Especificações:

C1C:
Drivers: HF ATC 25mm Neodimio, Mid/LF 125mm/5”
Resposta emparelhada: +/- 0.5dB
Frequência de resposta (-6dB): 57Hz–22kHz
Max SPL: 103dB
Sensibilidade: 86dB/W @ 1metro
Impedância Nominal : 8 Ohm
Amplificação recomendada: 75 a 300 Watts
Frequência de Crossover : 2.5kHz
Dimensões (AxLxP): 161x410x280mm (grelha adiciona 28mm profundidade)
Peso: 12kg
C3C:
Drivers: HF ATC 25mm Neodimio, Mid/LF 150mm/6” CLD
Resposta emparelhada: +/- 0.5dB
Frequência de resposta (-6dB): 54Hz–22kHz
Max SPL: 108dB
Sensibilidade: 88dB /W @ 1metro
Impedância Nominal: 8 Ohm
Amplificação recomendada: 75 a 300 Watts
Frequência de Crossover: 2.2kHz
Dimensões (AxLxP): 230x500x303mm (grelha adiciona 28mm profundidade)
Peso: 18kgs.
C1 Sub:
Driver 314mm/12”
Frequência de resposta (-6dB) 20Hz-250Hz
Max SPL 103dB
Amplificador output 200W
Dimensões (AxLxP) 450x358x358mm
Peso 23kg

ATC SCM19A recebem galardão EDITOR’S CHOICE na Hifi Choice de Agosto de 2016

A critica às ATC SCM19A na edição de Agosto de 2016 recebeu 5 estrelas em todas as facetas e assim foi-lhe atribuído o titulo de Editor’s Choice.

Uma breve passagem sobre a performance das ATC do que poderá ler na integra da critica completa no link abaixo:

“obviamente concebida com a experiência solida em engenharia e acústica, idolatrada pelos fans da ATC um pouco por todo o mundo, as ATC SCM19A é uma adição importante e efectiva à gama domestica da empresa. Usada com rock raivoso de altas octanas ira fazer com que a maior parte de colunas passivas similares soem de certa maneira achatada e sem control. Mas transmite tambem as partes delicadas com grande cuidado e finesse. Um grande anuncio para modelos activos a um preço sensato que até agora não tinha ouvido.”

David Vivian, Hi-Fi Choice August 2016.

Podem fazer o download da critica no link seguinte  PDF of the SCM19A Review.

Hi Fi Choice Website

ATC SCM19A editor's Choice Award

ATC SCM19A editor’s Choice Award

A Exaudio convida para demonstração do Merging Nadac.

NADAC-FrontLeft1-Black-web

A Exaudio tem o prazer de o/a convidar para apresentação e demonstração do Merging Nadac. Provavelmente um dos melhores DAC’s (digital to analogue converters) do mundo neste momento.
O evento vai decorrer nos próximos dias 2 e 3 de Julho entre as 14h e as 20h na Sala Almada Negreiros I, no VIP Executive Hotel Villa Rica em Lisboa.

Historial
Merging Technologies é o fabricante de sistemas de gravação digital mais avançado do mundo. A sua lista de clientes inclui os melhores da indústria de gravação e as gravações que usam os sistemas Merging Technologies recebem regularmente, galardões Grammy. Tantos que até já lhe perderam a conta.
A empresa foi fundada em 1990 em Chexbres, Suiça.
Num período bastante curto após a sua fundação, Merging criou uma reputação pela sua especialização no processamento de sinal digital e respectivo hardware. Com o seu sistema Pyramix Virtual Studio foi das primeiras empresas a produzir gravações DSD. O formato DXD (Digital eXtreme Definition) foi desenvolvido pela Merging Technologies em associação com a Philips, para superar os desafios em edição e masterização DSD para SACD.

Uma linhagem de primeira classeNADAC-BackRight-2CH-Transparent-Shadow_web
A Merging Technologies tem uma reputação formidável no mundo da gravação e masterização profissional, onde tem estado na linha da frente no desenvolvimento de sistemas de gravação digital de alta resolução, durante os últimos 25 anos.

Mais informaçãohttp://exaudio.pt/marcas/#MERGING

Demonstração
A demonstração vai ser acompanhada por outros equipamentos tais como colunas ATC SCM50SL, cabos SIGNAL PROJECTS, transporte CD’s PERREAUX, mesas QUADRASPIRE e filtro de corrente ISOL-8.

Esperamos a Vossa visita. Descarregue o seu convite aqui.

Video de apresentação do NADAC:

É com enorme orgulho que a Exaudio passa a distribuir as células fonográficas TRANSFIGURATION fabricadas no Japão.
As Transfiguration são provavelmente  as células fonográficas mais musicais do mundo.
O Sr. Seiji Yoshioka usa a natureza como a sua palete de referencia, capturando emoção e habilmente misturando a paisagem musical , de modo a libertar o potencial gravado nos discos através destas três peças de arte.

Transfiguration Proteus

Transfiguration Proteus

Transfiguration phoenix

Transfiguration phoenix

Transfiguration axia

Transfiguration axia

Proteus

Phoenix Axia

O Sr. Yoshioka com a sua criação e utilização pioneira do anel-magnético “yokeless”, presenteou o mundo do vinil com uma nova janela para a música enterrada nos sulcos do disco preto. O seu primeiro produto, a Transfiguration AF-1, colocou novos standards de transparência, naturalidade e neutralidade em células fonográficas da sua época. Desde então, esforçou-se, constantemente, para levar o ouvinte cada vez mais perto dos sons e sentimentos da música viva. Melhorando continuamente materiais e técnicas de construção, marcou  o paço e definiu o estado-da-arte para a sonoridade natural na reprodução de discos de vinil.

As células Transfiguration, usando música não amplificada como ponto de referência, não levam a reprodução de LP’s para o domínio do hiperrealismo com cores estridentes, nem transientes demasiado extremos, palcos enormes, nem imagem sonora ou som quente, mas sim uma reprodução de sonoridade viva como o técnico de som a ouviu quando o artista se sentou na sala de gravação.

A linguagem audiófila parece não se coadunar, dando preferência a uma linguagem mais musical com termos como ritmo, fluidez, emoção… são o tipo de palavras que vêm à mente, assim que se nota que o pé começa a seguir a música e uns quantos arrepios se começam a sentir…

A transparência destas células estende-se do baixo mais profundo às alturas inaudíveis. Mais do que nunca são capazes de seguir as microdinâmicas do fluxo e refluxo como nenhuma outra célula. O resultado é uma sensação de antecipação e excitação musical que normalmente só se sente em concertos ao vivo. Ouvindo jazz quase que se sente o cheiro a cigarros e whisky no ar, um LP de música clássica trás imagens de ricas cortinas de veludo e o rock  o cheiro de suor e algo doce na brisa…

ATC SCM19A

ATC SCM19A

A SCM19AT é a versão activa do modelo amplamente galardoado SCM19, optimizado num conjunto de amplificação e altifalantes, juntos numa coluna de chão de linhas esbeltas.

O novo modelo SCM19 active tower transmite o típico som de extrema qualidade ATC. Este modelo é baseado na mesma volumetria de 19 litros do modelo original com 2 vias, mas combinado numa coluna de chão de design apelativo, mas com os reconhecidos benefícios duma coluna activa ATC de modo a criar um modelo irresistível para qualquer amante de musica.

A SCM19AT é uma coluna selada e curvilínea disponível em cerejeira e black ash. A sua construção curvilínea em contraplacado, providencia um acoplamento rígido e optimamente amortecido para o tweeter da ATC SH25-76 e para o médio / grave de 150mm Super Linear. Os altifalantes são alimentados individualmente por um modulo de bi-amplificação desenvolvida também pela ATC. Estes módulos com amplificação em classe A/B a mosfets providenciam 32W de potência continua ao tweeter e 150w ao médio/ woofer.

Características:
– Nova unidade de agudos de 25mm de cúpula macia e dupla suspensão desenhado e construído pela ATC com direccionamento de precisão de onda
– Especificações Super Linear no woofer com cúpula de 75mm de modo a melhorar a dispersão
– Drive optimizado de bobine curta e entre-ferro longo com 9Kg
– bi-amplificador incorporado de 182W em classe A/B.
– Filtros activos e protecção de sobrecarga
– 6 anos de garantia

 

Especificações:
Altifalantes: altas frequências ATC de 25mm de dupla suspensão, Médios / Baixos ATC 150mm “SL”
Resposta combinada: +/- 0,5db
frequência de Resposta -6db: 54Hz-22kHz
Dispersão: ±80° Coerente Horizontal, ±10° Coerente Vertical
Max SPL: 108dB
Frequência de Crossover: 2.5kHz
Conectores: Macho XLR
sensibilidade de entrada: 1V
Filtros: 2ª ordem altamente amortecido com compensação de fase
Protecção de sobrecarga: redução momentânea de ganho
Protecção em caso de falha: Protecção DC e térmica com led indicador no painel traseiro
Potencia de amplificação: 150W baixas frequências, 32W altas frequências
Dimensões (AxLxP): 980x370x344mm
Peso: 31kg

 

Disponível a partir de Abril.

ATC lança 3 novos modelos como edição especial disponíveis em versões activas e passivas.

atc scm50se

atc scm50se

atc scm100se

atc scm100se

atc scm150se

atc scm150se

A ATC decidiu começar o ano em grande e anuncia a serie Special Edition. A edição SE de colunas de 3 vias é a sua ultima afirmação numa já longa lista de modelos exclusivos, distintos, elegantes e únicos, criados com a intenção de oferecer aos seus clientes a melhor performance possível e a preços razoáveis.

A serie SE está disponível em três tamanhos: SCM50SE, SCM100SE e SCM150SE, cada um dos modelos pode ser encomendado na versão activa ou passiva. E numa variedade de acabamentos em madeira.

A serie SE está disponível a partir de agora. Para preços p.f. contactem-nos.

Podem fazer o download da brochura no nosso site.

Mas se tiverem qualquer duvida não hesitem em nos contactar.

A todos que nos visitaram no audioshow o nosso agradecimento. Logo, logo haverá mais…

Janelas Verdes

Exaudio na Sala Janelas Verdes Audioshow 2016

Exaudio na Sala Janelas Verdes Audioshow 2016

 

Foz

Exaudio na sala foz audioshow 2016

Exaudio na sala foz audioshow 2016

IMG_20160226_151957

 

Caros Amigos e Clientes

É com enorme prazer que os convidamos para mais um audio show, de novo a acontecer no Hotel Pestana Palace, na ajuda em Lisboa.

O evento vai acontecer nos dias 26, 27 e 28 de Fevereiro, das 14h30 às 21h.

Esperamos a Vossa visita nas sala Janelas Verdes onde teremos em demonstração em exclusivo um sistema Audio Note composto pelo amplificador integrado Tomei, um transporte CDT 4 e o DAC 5, para finalizar as colunas AN-E Spe He.

an-e_01 cdt_4_sil_01dac_5_se_01 tomei_01

 

E na Sala Foz onde poderá ouvir os novos modelos da STAX SRS-5100 e o SR-L700 ligado ao amplificador SRM-006tS.

STAX_SRS-5100 SRM006tS_Photo-png2 SR-L700s

assim como o streamer / tudo em um Olive OneHero_Hand_LR

ainda na mesma sala e a funcionar em horarios alternados teremos o sistema de entrada ATC composto pelo amplificador com leitor de CD’s e DAC SIACD com as multi premiadas SCM11.

coluna do ano atc scm11 ATC-SIACD-1024x682

teremos também os galardoados como produto do ano do pre-phono da Tom Evans Audio Design -The Groove 20th Anniversary MKII e o Nottingham Analogue Junior set.

interspace jr groove_20th_audio

em ambas as salas teremos mesas da Quadraspire.

xreference

 

Podem fazer o download do convite aqui e apresentarem à entrada. Boas Audições!

quadraspire-logo

Quadraspire xreference

Quadraspire xreference

A Exaudio tem o prazer de apresentar esta nova marca britânica, a QUADRASPIRE com linhas estéticas muito apelativas e com uma performance a condizer.

Para quem não conhece a marca, segue uma breve apresentação.

A Quadraspire estabeleceu-se em Londres em 1995 pela mão do seu fundador e designer, o holandês Eddie Spruit.

Actualmente tem a sua unidade de produção em Bath, Inglaterra onde desenham e fabricam moveis hifi de alta performance.

20 anos atrás decidiram que iriam criar um móvel hifi que iria melhorar a performance dos sistemas e que teria estilo. Isto foi conseguido combinando colunas de alumínio maciço e prateleiras desenhadas especificamente de modo a criar uma combinação leve, mas rígida que debitasse uma performance musical clara, limpa e concisa. Desde então a Q4 foi vendida pelo mundo fora e continua a ser um dos modelos mais vendidos.

Para celebrar o 20º aniversario da Q4 desenvolveram o bronze upgrade que é retro compatível e facilmente acoplado aos modelos antigos Q4 e SVT.

Toda a sua pesquisa em novos materiais e desenhos envolveram extensas audições testando e afinando as varias combinações como se dum instrumento musical se tratasse.

De facto, o bronze é uma das ligas com alto conteúdo de cobre mais usadas para a construção de alguns dos instrumentos de sopro e cordas. O upgrade de bronze tem um tom bastante alargado e maior sustem que abre o palco sonoro do seu sistema tornando-o mais musical e agradável sem perder detalhe.

Para estender os benefícios do upgrade de bronze a todos os componentes no sistema, desenvolveram a XReference. Combinando a tecnologia das prateleiras SVT com o bronze upgrade e criaram uma prateleira dentro da prateleira.

Prateleiras quadradas ou rectangulares incrementam o aparecimento de ondas estacionarias que podem distorcer o som do seu sistema.

Usando um design curvo evitam linhas paralelas e assim reduzem massa e ondas estacionarias. Decidiram estender este principio à XReference usando curvas extremas e reduzindo ainda mais a massa. Resultado: soa tão bem quanto aparenta.

A ATC foi fundada em 1974 pelo engenheiro e Director Billy Woodman. Em Março deste ano Billy celebra o seu 70º aniversário. Estas celebrações merecem algo especial e para a data a ATC decidiu construir um numero limitado de um dos seus primeiros modelos e favorito do Billy. As SCM10.

ATC SCM10SE limited edition 1

ATC SCM10SE limited edition 1

ATC SCM10SE limited edition 2

ATC SCM10SE limited edition 2

ATC SCM10SE limited edition 3

ATC SCM10SE limited edition 3

ATC SCM10SE limited edition 4

ATC SCM10SE limited edition 4

Este ano os produtos representados pela Exaudio foram merecedores de 3 galardões de produto do ano atribuídos pelos Nossos amigos da Revista Audio & Cinema em casa. A saber:

Produto Ano 2015
Pré-Amplificador de phono High-end   Gira discos   Streamer <1000€
Tom Evans The Groove 20th Anniversary MKII   Nottingham Analogue Interspace Junior set   Olive One
Tom Evans Groove 20th

Tom Evans Groove 20th

Nottingham Analogue interspace jr

Nottingham Analogue interspace jr

Olive one

Olive one

 Apresentando-se numa discreta e quase banal caixinha de acrílico, a Tom Evans Audio aposta forte onde realmente conta, no interior. Dotado de uma fonte de alimentação externa de modo a evitar a contaminação dos sensíveis circuitos de amplificação, permite a selecção de entre nove valores de resistência e cinco valores de capacitância. O Ganho é adequado para células entre 0,2 e 0,6mV, estando disponíveis outros valores a pedido. O prévio The Groove 20th Anniversary MKII possui um patamar de ruído invulgarmente baixo e transmite à reprodução sonora uma energia contagiante, capaz de incutir vida nova na reprodução dos discos de vinilo e a merecer o melhor gira-discos e a melhor célula que lhe puder associar.  O Nottingham Analogue apresenta-se como um conjunto completo, gira-discos mais braço, que representa o nível de entrada no mundo da marca britânica. De concepção e utilização simples, mas dotado de uma mecânica de precisão, o Interspace Junior facilmente demonstra o porquê de a reprodução de discos de vinilo captar cada vez mais adeptos, para alem dos muitos audiofilos que sempre se mantiveram fieis. Uma sonoridade de enorme amplidão, riqueza timbrica luxuriante e uma densidade harmonica que transformam cada audição numa experiência sensorial única. seja para os iniciados no mundo do vinilo que querem começar com um produto de qualidade acima da media, seja como upgrade a uma maquina já desactualizada, o Nottingham Analogue Interspace Junior Set é , no escalão de preços onde se insere, uma proposta fantastica a ter em conta.  O Olive One é composto por um centro de musica, a que os fabricantes chamam wheel (roda) e pode ser adquirido sem disco rígido, mas aconselha-se vivamente o contrario. Em função da quantidade de faixas de musica que já possui, ou espera vir a possuir, armazenada digitalmente, poderá optar entre discos de 1 ou 2 tera-bytes. Na face superior tem um ecrã tactil LCD de alta resolução de 7 polegadas que funciona como um ipad. No seu coração encontra-se um DAC burr-brown PCM5142 de 32bit/ 384KHz com oversampling de oito vezes e sendo capaz de processar os formatos digitais mais importantes como WAV, AIFF, FLAC, MP3, AAC, Apple Lossless, OGG e Vorbis; bem como como dois amplificadores de 32 Watt. Estão disponíveis saídas para colunas, uma saida rca, uma saida de 3,5mm jack, uma saida digital S/PDIF (coaxial / rca) e uma ligação USB (apenas para dac), uma entrada para rede LAN RJ45 e uma entrada para antena wi-fi e bluetooth. O One reconhece e interage com equipamentos DLNA/UPnP como servidores NAS, iPod, iPhone, smartphone, etc. Quer dizer o One é o “Pau-para-toda-a-obra” do audiofilo, quer no começo das suas aquisições , quer querendo tirar partido das aquisições já realizadas.
Critica completa aqui: Critica completa aqui: 

A Audio Note viu os seus equipamentos: colunas E/SEC Signature e transportes CDT6, CDT5, fonte de alimentação CDT6, DAC Fifth Element e fonte de alimentação Fifth Force, galardoados Produtos do ano 2015 no prestigiado video magazine AVShowrooms.

Assistam ao video no link: https://youtu.be/U3ZLPv6CH_o?t=5m37s

 

Audio Note cdt6 + 5th element

Audio Note cdt6 + 5th element

audio note an-e-sec-signature

audio note an-e-sec-signature

Audio Note cdt6 + cdt6 force

Audio Note cdt6 + cdt6 force

Mais informação no site da Audio Note:

Transporte CD’s CDT 5 http://www.audionote.co.uk/products/digital/cdt_five_01.shtml

DAC 5 Signature http://www.audionote.co.uk/products/digital/dac_5_sig_01.shtml

Pagina geral para colunas modelo AN-E http://www.audionote.co.uk/products/speakers/an-e_01.shtml

NADAC-FrontLeft1-Transparent-Shadow-web

Merging_Audio_For_The_Networking_Age_With_Flag_72dpi

 

 

 

 

A Exaudio ao tomar conhecimento do DAC da Merging Technologies decidiu que tinha que ter este equipamento de referência no seu catalogo. Mas para os mais distraídos destas coisas do audio profissional e alguns dos seus crossovers com o mundo Hi-Fi, fica então uma apresentação da Merging Technologies e o seu mais recente NADAC (NETWORK ATTACHED DIGITAL TO ANALOGUE CONVERTER).

Historial

Merging Technologies é o fabricante de sistemas de gravação digital mais avançado do mundo. A sua lista de clientes inclui os melhores da indústria de gravação e as gravações que usam os sistemas Merging Technologies recebem regularmente, galardões Grammy. Tantos que até já lhe perderam a conta.

A empresa foi fundada em 1990 em Chexbres, Suiça por Claude Cellier, formado em eletrónica no Instituto de Tecnologia em Lausane. Antes disso, Claude trabalhou para a famosa marca Nagra Kudeslski durante 10 anos, onde teve grande relevância no desenvolvimento dos gravadores de fita profissionais IV-S e T-Audio TC.

Num período bastante curto após a sua fundação, a Merging criou uma reputação pela sua especialização no processamento de sinal digital e respectivo hardware. Com o seu sistema Pyramix Virtual Studio foi das primeiras empresas a produzir gravações DSD. O formato DXD (Digital eXtreme Definition) que funciona a 352.8KHz/24bits, foi desenvolvido pela Merging Technologies em associação com a Philips, para superar os desafios em edição e masterização DSD para SACD.

Uma linhagem de primeira classe

A Merging Technologies tem uma reputação formidável no mundo da gravação e masterização profissional, onde tem estado na linha da frente no desenvolvimento de sistemas de gravação digital de alta resolução, durante os últimos 25 anos. A empresa tem sido líder em disponibilizar tecnologia para workstations para som surround à mais de 15 anos, disponibilizando tecnologia prática para masterização de SACD com todas as ferramentas necessárias. Isto foi também uma realização da Merging. O legado de muitas gravações SACD em surround, podem  finalmente  ser disfrutados com o MERGING+NADAC de 8 canais através de ficheiros disponibilizados pelos sites de downloads  dos parceiros da marca.

Actualmente os engenheiros de som mais notáveis de todo o mundo confiam na tecnologia da Merging para a maior parte das gravações DSD e DXD que estão disponíveis em disco ou por download. Devido aos novos formatos emergentes da Dolby, Auro e DTS, e à procura de salas e eventos com grandes conjuntos de colunas, a Merging acabou de introduzir um mecanismo capaz de panning 3D para uso com os seus sistemas Pyramix e Ovation. A inovação continua…

Entre a lista de prestigiadíssimos engenheiros de gravação e masterização, encontram-se também as não menos prestigiadas instalações de renome mundial, salas de espetáculos, casas de ópera, orquestras sinfónicas e filarmónicas.

Salas de concertos nos EUA equipadas com Merging

Estúdios de masterização nos EUA equipados com Merging

DSD e DXD

O DSD é visto por muitos como o último formato digital e o melhor “som analógico” de todos os formatos digitais. A Merging Technologies temdsdresponse_big_2015 vindo a desenvolver soluções para DSD desde o início do SACD em 1999, providenciando sistemas de gravação e processamento DSD cada vez melhores para a comunidade do áudio profissional.

A primeira gravação DSD256 (com uma amostragem de 11,2MHz) foi feita em 2013 com equipamento Merging Technologies e foi considerado por muitos engenheiros de som de topo e por produtores, como outra revolução na gravação e reprodução áudio. O DSD256 trabalha a 4x a velocidade do DSD64 original e proporciona uma melhoria enorme em qualidade de som assim como uma melhoria significativa no ruído. Apesar das muitas vantagens do ponto de vista áudio o DSD é difícil de processar. A solução veio de mais um desenvolvimento da Merging Technologies. O DXD, Digital eXtreme Definition, foi criado pela Merging Technologies para mover os ficheiros DSD ininterruptamente para um ambiente PCM, de modo a conseguir-se um processamento e edição mais facilitada.

O DXD é agora um formato autónomo no sistema de gravação DSD. Funciona a 352,8KHz e uma resolução de 24bits e providencia um nível de qualidade que excede a resolução do corrente formato de 192KHz/24bit. Merging Technologies é ainda a única empresa capaz de oferecer uma prática e flexível solução de verdadeira gravação e pós produção áudio de alta resolução.

Grammys

Sinónimo de grandes gravações, esta celebração anual e concretizações na música tem inúmeras categorias. No mundo da música clássica, o sistema Merging Technologies Pyramix tem dominado as nomeações á muitos anos. A maior parte dos vencedores, actualizaram recentemente os seus sistemas profissionais para os sistemas de interface em network Horus e Hapi, que disponibilizam conversão A/D e D/A até 384KHz/24bit e DSD256. Não só melhoraram o headroom e a clareza das suas gravações mas também as vantagens de áudio por network IP que se tornaram obvias: a capacidade de controlar os parâmetros principais e remotamente de  um pre-amp de microfone; a redução de cabos necessários numa sessão e a capacidade de gerir mais dados num cabo de rede – até 48 pistas em DSD256.

Menos conhecido é o facto que muitos dos melhores estúdios de masterização usarem o sistema Pyramix como sistema final no processo de gravação. Isso resulta que os aparelhos Merging Technologies se encontram entre os vencedores em todas as categorias. Os futuros proprietários dum sistema MERGING+NADAC, irão também juntar-se aos vencedores Grammy na apreciação do que de melhor a tecnologia pode oferecer.

Filosofia da Merging
A música foi sempre sobre emoção

A magia dum concerto ou uma gravação do seu artista favorito, cativa-o emocionalmente e cada audição irá reacender essa emoção. A motivação para produzir a melhor gravação sempre inspirou e envolveu incontáveis engenheiros, produtores e músicos durante muitos anos. Por vezes a tecnologia atravessa-se no caminho e diminui o prazer da audição; o objectivo dos fabricantes não é adicionar ou retirar nada à música. Palavras como “transparente” ou “neutro” são muitas vezes usadas para definir caraterísticas de componentes chave num sistema de reprodução. Os nossos colegas profissionais disseram-nos que a Merging faz isto bem e essa é a razão pela qual queremos partilhar isso consigo. Afinal os Suíços,  é suposto saberem umas coisas sobre neutralidade.

Lendária qualidade suíça.

Merging NADAC

Merging NADAC

O conversor D/A audiófilo MERGING+NADAC da Merging Technologies foi desenvolvido através do nosso conversor D/A profissional de alta resolução e partilha a mesma tecnologia. Foi desenhado na Suíça, onde é montado e testado pelos mesmos exactos standards dos seus produtos profissionais e pretende-se que dê os mesmos padrões de alta performance e fiabilidade. Aceita PCM até 384KHz/24bit e também DSD, incluindo o standard profissional DSD256. O MERGING+NADAC pode funcionar como um DAC autónomo mas também pode ser ligado a uma network usando Ethernet, onde pode ter funções adicionais e também ser controlado via network.

Motivados pela exigência dos profissionais 

Os Engenheiros gravam em formatos alta definição porque querem o máximo em fidelidade e, consequentemente, exigem dos sistemas de gravação que usam. Quando reproduzem as suas gravações, querem que o resultado seja o mais próximo possível do que ouviram ao vivo dos seus monitores em estúdio. Isto motivou a Merging Technologies a melhorar continuamente a qualidade dos seus conversores A/D e D/A. Com dezenas de milhares de horas com profissionais de topo no terreno e muitos milhares de horas em desenvolvimento no laboratório, a geração actual de conversores de alta definição está a gerar elogios, até dos mais conceituados engenheiros de gravação. Elogios dessas pessoas são de facto elogios, porque as suas referências são a prestação ao vivo dos artistas, a que eles têm acesso quase diariamente.

A ideia por trás do MERGING+NADAC é permitir finalmente aos consumidores desfrutarem a qualidade sonora dos masters em casa, com exactamente o mesmo aparelho que foi usado para gravar e masterizar. A tecnologia actualmente, permite que se faça download e streaming de conteúdos de qualidade master para as nossas casas. Isto assegura que possamos usufruir exactamente da mesma experiência que os profissionais que criaram essas soberbas gravações, quando estas saíram dos estúdios após masterização e audição.

Qualidade de som superior

O MERGING+NADAC’s usa conversores Sabre Reference Audio D/A ESS9008S. Este CI tem 8 conversores D/A e a versão estéreo do NADAC-BackRight-2CH-Transparent-Shadow_webMERGING+NADAC usa 4 destes conversores por canal, de modo a melhorar a linearidade, aumentar a gama dinâmica e baixar o ruído de fundo. Um cuidadoso traçado do circuito e selecção de componentes, aperfeiçoado por muitas horas de audições, permitiu o mais alto grau de performance para esta configuração. Isto é suportado por resultados que os aparelhos de medida mal conseguem registar. As saídas para auscultadores usam o mesmo tipo de CI e com configuração similar.

Audio para a época do Networking

O MERGING+NADAC foi desenhado para ser compatível com os formatos presentes e futuros de fontes digitais. Vem equipado com entradas: AES/EBU com ficha XLR e SP/DIF através de ficha RCA e conectores ópticos Toslink. Estas ligações permitem ser compatível com qualquer transporte CD ou leitor de CD.

Para o uso de fontes baseadas em computadores, o MERGING+NADAC usa interface ethernet com que praticamente todos os computadores actuais vêm equipados. Isto permite que os dados sejam transferidos do computador para o MERGING+NADAC usando a tecnologia de rede RAVENNA que foi desenvolvida para os produtos profissionais da marca. Isto providencia os meios para transferência de dados duma forma extremamente fidedigna e estável que tem sido provada em inúmeras gravações e transmissões ao vivo, de eventos desportivos a nível mundial. Com um cabo ethernet conseguem transferir 48 canais em DSD256. Assim, transferir 2 ou 8 canais está bem dentro das capacidades do sistema. O uso de ethernet permite utilizar segmentos de cabo até 100m com sinal fidedigno, o que é muito superior ao que é possível com interfaces USB e providencia uma grande vantagem quando o MERGING+NADAC é usado com múltiplas fontes domésticas e quando este se pode encontrar a alguma distância das fontes digitais.

Para usufruir das vantagens do sistema Ravenna, tem que ser instalada uma pequena aplicação no computador fonte, o que permite que o MERGING+NADAC comunique com o computador e este providencie o sinal digital e controle a taxa a que os dados são enviados. Os dados recebidos são lidos e armazenados num buffer de memória no MERGING+NADAC e depois debitados usando o clock interno de precisão.

Fácil de Usar

NADAC-BackLeft2-8CH-White-Shadow_webO MERGING+NADAC dispõe de saídas analógicas balanceadas e não balanceadas, de modo a poder ser conectado a qualquer pré-amplificador, amplificador de potência ou colunas activas. O volume de saída é ajustável através do controle rotativo no painel frontal de modo a poder ser conectado directamente a um amplificador de potência e poder comandar o volume. Saídas de altíssima qualidade para auscultadores são providenciadas no painel frontal com ligações 3,5mm (mini-jack) e 1/4 de polegada (Jack). As saídas analógicas e as saídas de auscultadores podem ser controladas independentemente, usando o controlo rotativo frontal. Este controlo é multifunção; pressionando-se, abre um menu que permite acesso a um variado conjunto de funções.

O MERGING+NADAC também tem incluído um controlo remoto através da web que permite o controlo deste através de qualquer browser, Tablet, smart phone quando a unidade é usada com um computador como fonte de sinal. O MERGING+NADAC  tem que estar ligado a uma ligação ethernet e switch de 1GB para ter acesso a esta função.

Capacidade de ligação a clock externo

O MERGING+NADAC está equipado com um relógio interno de altíssima qualidade. Isto nota-se nas medições feitas em laboratório e nos excelentes resultados produzidos. Uma ligação no painel traseiro permite ligação externa dum clock de precisão, que nalguns casos, pode ser desejado ou necessário pelo Setup do sistema. A qualidade dum clock externo varia, por isso recomendamos que antes que se comprometa com uma compra, primeiro experimente o clock com a sua unidade MERGING+NADAC.

Mais sobre Networking – É mais fácil do que imagina.

O MERGING+NADAC liga através da network com Ravenna a:

– Qualquer servidor/fonte/streamer que use Windows através do ASIO.

– Qualquer servidor/fonte/streamer que use sistema operativo Mac através do CoreAudio.

Ravenna permite o MERGING+NADAC ser conectado facilmente a qualquer servidor de música na rede, usando o menu no painel frontal. As saídas principais e os auscultadores podem ser ligados a diferentes playlists ou zonas, ou até diferentes fontes, para pré-escuta da sua próxima música nos auscultadores, enquanto ouve a música actual na saída principal.

Múltiplas unidades MERGING+NADAC podem ser ligadas na rede permitindo tocar o mesmo ou diferentes playlists do mesmo servidor/fonte, ou de diferentes localizados em qualquer sítio do seu edifício.

Junte-se à comunidade de Audio de alta definição.

Muitos indivíduos dedicados e empresas empenham-se afincadamente em disponibilizar música de qualidade excepcional para os seus fãs e entusiastas. Todos os dias, mais conteúdos destes estão disponíveis para streaming e download. A Merging Technologies encetou algumas parcerias com muitos destes sites de modo a promoverem conjuntamente a melhor música disponível. Adquirindo um MERGING+NADAC será o seu bilhete de entrada neste mundo afim de desfrutar música excepcional. Há ofertas muito interessantes em vigor. Veja aqui.

atc scm11 whathifi_awards2015

atc scm11 whathifi_awards2015

Grandes notícias para a ATC

Mais uma vez as ATC SCM11 são galardoadas como colunas de suporte do ano (pelo 9º ano consecutivo) pela revista Inglesa What Hifi? na categoria de 800£ a 1200£. Na categoria superior a 1200£ o galardão coube às SCM19.
Mais informação no site da revista What Hifi? 

Nottingham analogue Logo

Nottingham Analogue Studio

E desde hoje contamos com mais uma marca de prestigio no nosso catalogo. Talvez desconhecida para alguns mas reputadissima para os conhecedores.

Num mundo de produtos que não trazem nada de novo ou diferente ao consumidor, a Nottingham Analogue Studios oferece algo bastante diferente no que toca à reprodução de discos de vinil.

Desde o uso dum motor bastante pequeno de corrente alterna, que necessita que o utilizador empurre o prato para este atingir a velocidade correcta, até ao uso de materiais e formas bastante diferentes dos modelos convencionais, os gira-discos Nottingham são a excepção à regra.

Em mais de 30 anos de desenvolvimento e construção de gira-discos no coração da floresta de Sherwood, a Nottingham Analogue seguiu um único caminho usando o senso comum e a audição criteriosa a fim de criar um produto intemporal e musical. Todos os gira-discos, partes e montagens na Nottingham, são feitos uma a uma por artífices especializados. Nada é subcontratado externamente ou deixado nas mãos de outros.

Tudo, desde o tamanho ao formato e material das peças são decididos puramente por uma razão, como soam e reproduzem os discos. Até ao último detalhe, desde o tipo de borracha usado nos anéis de amortecimento ao material do prato, é examinado em termos de ressonâncias e também como soam. Nada é deixado ao acaso.

O segredo para o desenvolvimento de um gira-discos é o casamento de materiais. Enquanto cada material pode não ter nada de exótico independentemente, todos são escolhidos para manter uma coerência e naturalidade do som em todas as suas gamas de frequências.

Nottingham Analogue ace spacedeck

Nottingham Analogue ace spacedeck

Desde o torque peculiar do seu motor de corrente alterna, escolhido de acordo com os seus braços unipivot amortecidos, ao uso de grafite e aço nos pratos, tudo é feito de acordo com o resultado final a alcançar, reproduzir música o mais fielmente possível, sem sabores ou colorações adicionais. Faça uma audição a um gira-discos Nottingham Analogue e concordará que a arte de reprodução musical está bem e recomenda-se.

ATC novos tweetersAssente no sucesso do seu novo tweeter standard, a ATC desenvolveu e manufaturou uma nova versão “s-spec” para os seus modelos de bandeira.

Após um considerável período de tempo investido no desenvolvimento do tweeter “s-spec”, a ATC agora equipa todos os seus modelos de coluna com drives da própria marca.

Com seis anos de desenvolvimento, o novo sh25-76s é um avanço significativo para a ATC e um orgulho para Billy Woodman (managing Director) e Richard Newman (R&D Manager). A colaboração entre os dois assegura que, tanto o modelo standard (incorporados nos modelos de entrada scm7/11/19/40/40A) como o “s-spec” excedem os níveis excepcionais de performance esperados das colunas ATC.

O desenvolvimento do sh25-76s significa que, pela 1ª vez na distinta história de 40 anos da ATC, todas as colunas podem desfrutar de ter todas as drives ATC desenhadas e construídas à mão na fábrica em stroud em Gloucestershire.

Agora incorporadas na série tower (scm20/50/100/150), série Anniversary (scm50/100/150) e série classic (scm20/50/100/150).

O sh25-76s é o tweeter premium ATC de 25mm de cúpula macia desenvolvido sem qualquer compromisso de modo a complementar o famosíssimo méfio de cúpula sh75-150s.

O sh25-76s é uma construção de dupla suspensão, incluindo uma suspensão posterior e anterior, praticamente não existente em outros tweeters de 25mm.

Os benefícios são: 

– supressão de modos de vibração anarmónicos do diafragma ou bobine;

– movimento pistónico assegurado;

– uma estreitíssima fenda magnética para uma incomparável linearidade e baixa distorção em toda o seu funcionamento.

Mais especificações incluem: 

Resposta fora de eixo melhorada

A geometria complexa do tweeter de cúpula macia, precisamente maquinado numa liga de baixa ressonância, produz uma resposta suave no eixo e melhora a resposta fora de eixo, que agora se estende até aos 25KHz.

Forte Campo magnético

Um pesado motor de neodymium capaz de proporcionar 20000 Gauss.

Alta sensibilidade

A sensibilidade de 91,5db@1m, apesar do uso de uma estrutura robusta e fortemente amortecida mecanicamente.

Capacidade de suportar alta potência e baixa compressão

Característica partilhada em ambos os modelos standard e “s-spec”.  A bobine curta e a fenda comprida desempenham a função secundária de dissipar o calor da bobine, assegurando a capacidade de aguentar alta potência e com pouca compressão, enquanto liberta a estrutura da dependência em ferro-fluído, que pode secar a longo prazo, comprometendo a performance.

Para proprietários de modelos antigos que queiram fazer o upgrade, a ATC vai disponibilizar kits brevemente.

Para saber preços, basta contactar-nos.

Olive_Logo_peq

Exaudio distribui Olive ONE.Hero_Hand_LR

San Francisco, EUA – Dezembro de 2012

Nesse dia, a Olive Media Inc. apresenta o Olive ONE, o 1º sistema de alta definição tudo-em-um.

Um aparelho com um fantástico aspecto e deslumbrante ecrã táctil, que ajuda as pessoas a melhor guardarem, acederem e disfrutarem da sua música em casa.

Diz  o Dr. Oliver Bergmann, co-fundador e CEO da Olive: “ O Olive ONE traz ordem e refinamento ao lado musical da vida. Aqueles que gostam de qualidade, estilo e, principalmente, música, vão querer ter este Olive ONE.”

Apelativo à vista, inteligente e soa a fantástico

Num mundo cheio de serviços streaming, musica para download, itunes, colecções de CD e rádios internet, as pessoas esforçam-se por se manterem a par destas evoluções para, finalmente, poderem disfrutar da sua música.

Tendo como preocupação última a qualidade de som, Olive ONE unifica e torna agradável a experiência de audição de música como nunca antes. O Olive ONE é um equipamento à parte, pois traz o máximo possível de qualidade áudio digital, num design circular e com um interface no topo em vidro brilhante.

Diferenciando-se de outros reprodutores musicais domésticos, o Olive ONE inclui um atraente ecran táctil, eliminando a necessidade de deambular por controlo remotos, desbloquear écrans, e iniciar aplicações em dispositivos móveis para o controlar. Mesmo assim, tablets e smartphones iOS e Android, podem ser usados para o controlar.

Como o Olive ONE é wireless, o seu elegante interface pode ser transferido para TV wifi e também pode tocar música na TV.

Como funciona?

O Olive ONE é simples de instalar e de usar. Simplesmente retire-o da caixa e ligue às suas colunas. Um simples pressionar dum botão e liga-se à sua rede wifi ou ethernet. O Olive ONE automaticamente reconhece toda a música disponível na sua rede e pode começar a disfrutar da sua música em minutos.

Apenas com 22 cm de diâmetro e 4 cm de altura, o Olive ONE pode instalar-se em praticamente qualquer lado.

Um investimento duradouro

Os modelos com disco rígido interno podem guardar até 6000 álbuns em qualidade CD ou 20000 musicas em alta definição. Sem problemas de buffering ou “soluços” da rede.

O software e hardware, por serem em open sorce, significa que o Olive ONE não se tornará obsoleto em tempos próximos como muita electrónica de consumo actual.

Os upgrades para o Olive ONE são feitos automaticamente em linha.

Olive_ONE_Gangnam_StyleFront_Lower_LR

Conversor digital analógico de alta definição.
Baseado num Burr-Brown PCM5142: 32-bit/384kHz
Dinâmica / SNR: 112 dB
THD+N: – 93 dB @ – 1 dBFS (Typical)
8X oversampling
Amplificador duplo de alta definição e DSP
2x 32W por canal a 8 Ohm, Alta eficiência (92%)
1 amplificador por canal proporciona uma perfeita separação de canais.
DSP com a tecnologia patenteada SMART da OLIVE
Formatos Audio suportados:
WAV, AIFF, FLAC, MP3, AAC, Apple Lossless, Ogg Vorbis
Saídas Áudio:
Analógico:
Mini jack 3.5mm
Terminais de coluna dourados
Digital:
Bluetooth*
Saída Digital (Coax, RCA)
USB (supported DACs only)
Entradas Digitais:
Bluetooth
DLNA/UPnP
Diâmetro: 22,9cm
Altura: 4,1cm
Peso: 2,7Kg sem disco rígido
Densen dendac 50

Densen dendac 50

Lançamento do DAC high end da DENSEN

A Densen tem uma longa história no design de DAC’s. A primeira DAC criada pela Densen data de 1994 para outra respeitada marca Dinamarquesa de high end, marca essa que vendia o DAC Densen mas com a sua insígnia. Desde então, a Densen esteve envolvida no design de DAC’s para várias marcas.

Agora, chega o primeiro DAC Densen com a designação DenDAC 50.

O DenDAC 50 é uma raça à parte. Tipicamente, se não sempre, nos dias de hoje os DAC’s são desenhados com controlo de volumes digitais. Contudo, esta configuração tem baixa resolução a volumes baixos de audição.

O DenDAC 50 em vez disso, usa um estágio de pré amplificação analógico de classe A, muito similar ao estágio de pré amplificação presente no B-275.

O estágio analógico é baseado no famoso amplificador classe A de 6W sem feedback da Densen. Inclui um atenuador com relés controlado por microprocessador e oferece um ajuste de 200 etapas.

Na parte digital, a Densen apresenta o mesmo tipo de características inusuais. O DenDAC 50 tem uma porta interna, que permite a instalação de uma qualquer entrada com um formato que ainda não seja utilizada hoje em dia e possa vir a ser implementada no futuro, bem como adicionar uma antena wifi que igualmente possa vir a ser criada pela Densen .

Para alem disso o DenDAC 50 vem equipado com uma porta USB, 2 entradas coaxiais e 2 entradas ópticas.

O DAC é um novo chip de 24 bits, montado numa caixa blindada para evitar interferências digitais nos estágios analógicos.

O DenDAC 50 tem uma construção dos pcb’s muito cuidada, usando pcb de 4 camadas para adicional separação e blindagem de sinal, para optimização do mesmo.

O Den DAC 50 tem ainda 3 entradas analógicas para usar com fontes do mesmo tipo como leitores de cassetes, pré phonos externos, TV’s, etc…

O DenDAC 50 tem ainda 2 saídas para auscultadores, uma saída jack e outra mini-jack onde se podem ligar directamente.

Naturalmente o DenDAC 50 tem saídas de pré amplificação, de modo a poder conectar-se a outros pré amplificadores se for na saída fixa,  ou ligar a amplificadores de potência, se for na saída variável.

O DenDAC 50 vem equipado com 2 transformadores toroidais, cada um com 4 saídas. Estes alimentam 5 pontes rectificadoras e com uma capacitância de 50.000µF. Para além disso conta com 18 reguladores individuais que alimentam os delicados circuitos e permite que cada um tenha uma performance perfeita e sem interferência entre uns e outros.

A equipe da Densen quis com o DenDAC, criar uma referência não só ao seu nível de preço mas também a preços superiores.

O DenDAC 50 usa os melhores componentes nos seus circuitos, tais como condensadores feitos por encomenda, condensadores de filme plástico, resistências vishay de filme metálico e fichas rca douradas, com ligação directa ao PCB.

Se tiverem questões não hesitem em nos contactar.

Especificações técnicas:

  • Entrada digital: 1 USB
  • Entrada digital: 1 porta update, para futuras entradas digitais standards.
  • A porta de update poderá ser usada para uma futura placa wifi Densen permitindo o DenDAC receber sinais wifi.
  • Entrada digital: 2 digital coax spdif.
  • Entrada digital: 2 toslink optical
  • Conversor: 24 bit/192KHz
  • Saída: design sem feedback local ou global.
  • Placas de circuitos com 4 camadas em teflon
  • Transformadores separados para circuitos digitais e analógicos
    Densen dendac 50 with usb

    Densen dendac 50 with usb

 

Novos produtos Townshend

Seismic Isolation Podium

Os Seismic Isolation Podium’s foram desenhados para quebrar a conexão acústica entre o chão e as colunas, prevenindo a passagem negativa de vibrações de e para as colunas.

Quebra-se esta ligação e o resultado é simplesmente magico.

O som torna-se mais claro e mais agradável, o baixo perde o efeito “boom”, passa a ser mais controlado e natural.

Passará a poder ouvir a sua musica a volumes mais reais sem incomodar os vizinhos.

Seismic Isolation Podium tem um novo “amortecedor” ajustável em altura a cada canto de modo a poder fazer ajustes precisos para um perfeito nivelamento.

A placa de aço na base tem ainda uma camada para amortecimento que acomoda qualquer base de coluna media, grande ou sub-woofer, com ou sem espigões.

Os Seismic Isolation Podium’s podem ser usados em qualquer tipo de chão.

A altura máxima que incrementa à coluna não supera os 2 cm.

Para leitura mais detalhada dos efeitos de vibrações e a necessidade do seu isolamento p.f. leia aqui

The Absolut Sound galarduou as scm19 com o 2014 PRODUCT OF THE YEAR AWARDS: STAND-MOUND LOUDSPEAKERS

The Absolut Sound galarduou as scm19 com o 2014 PRODUCT OF THE YEAR AWARDS: STAND-MOUND LOUDSPEAKERS

scm11 receberam o galardão de "outstanding product" do blog Hifi Pig

scm11 receberam o galardão de “outstanding product” do blog Hifi Pig

A ATC continua imparavel na sua conquista de galardões sobre os seus modelos de entrada. Desta vez as scm11 receberam o galardão de “outstanding product” do blog Hifi Pig. Podem ler a critica em: http://hifipig.com/atc-scm-11-loudspeakers/

Numa outra publicação com bastante mais renome e do outro lado do Atlântico, a revista The Absolut Sound galarduou as scm19 com o 2014 PRODUCT OF THE YEAR AWARDS: STAND-MOUND LOUDSPEAKERS na categoria de mid price. Podem ler a critica aqui: http://www.theabsolutesound.com/articles/atc-scm19-loudspeaker-1/

 

A partir de agora a Exaudio distribui as maquinas de limpeza de discos  Loricraft

Este tipo de máquina foi concebida por Percy Wilson, o editor técnico da revista gramophone. A sua apresentação “Contaminação dos discos: causas e cura” aconteceu no AES (Audio Engineer Society), a 13 de outubro de 1964, e lançou os princípios da primeira máquina de limpeza de discos, “the record doctor”, que viria a ser apresentada na AES de Nova Iorque, um ano mais tarde.

Este “limpador de discos” era esteticamente muito parecido com um gravador profissional de discos de vinil. Na altura, produzir tal aparelho ficaria por aproximadamente 25 000 dólares. Percy também estabeleceu as regras para afinar as células e desenho de braços. As mesmas regras que ainda hoje usamos.

À interpretação deste princípio, chamaram à maquina: Loricraft PRC, professional record cleaner, que foi apresentada pela primeira vez em 1990.

A máquina tem aproximadamente o mesmo aspecto que tinha no início, no entanto, 90% das peças são agora produzidas por CNC. A montagem continua a ser manual e todas são exaustivamente testadas, como a máquina original.

A PRC2 era preferida pelo seu silêncio quando este era essencial. Mas foi superada pela PRC6.

A PRC3 é a mais vendida e providencia uma excelente limpeza para os mais exigentes clientes.

A PRC4 foi originalmente concebida para substituir a PRC2, com uma bomba de sucção com mais força, o que aumentou a procura da mesma.

A partir de agora, a EXAUDIO passa a disponibilizar a limpeza de discos à unidade, através duma PRC6.

O video abaixo usa uma PRC3, o modelo de entrada.

Alguma duvida não hesitem em nos contactar.

http://youtu.be/AZmRy3cbFjw

densen b-130xs

densen b-130xs

Nos últimos 10 anos, o B-130 afirmou-se como um óptimo amplificador recebendo galardões e boas críticas, um pouco por todo o mundo. O último, foi o Diapason D’or.

Agora, o B-130 sofreu um upgrade significativo e passou a ter a designação B-130XS.

O B-130 já tinha capacidade de incluir o conversor digital analógico (DAC) FabelDac mas, agora, o B-130 XS tem capacidade para o novo DAC topo de gama. Este DAC terá entradas USB, Toslink e coaxial. Esta unidade terá um DAC altamente avançado, assim como o seu circuito analógico.

O B-130XS controlará o DAC directamente através do telecomando Gizmo ou dos botões frontais. Quando instalado, o visor informará qual a entrada selecionada no DAC.

A maior parte dos produtos DENSEN pode ser actualizada para versões mais recentes, mas isso não acontece com o B-130XS, pois a sua placa principal foi redesenhada.

O B-130XS apresenta-se com o design estreito e rectilíneo usual da marca com oito botões discretos na frente.

O B-130XS é baseado nos equipamentos de referência da marca, como o B-275 e o B-350. O B-130XS usa elementos fundamentais destes equipamentos. Com a ideia de criar um aparelho high-end a um preço acessível, que terá que ser “ouvido” para se acreditar.

A secção de pré-amplificação tem uma fonte de alimentação de 30.000µF e três fontes separadas. Toda a secção é baseada no pré-amplificador topo de gama B-275.

Muitos equipamentos da concorrência usam circuitos integrados digitais para controlar o volume. Estes circuitos têm desvantagens, pois são circuitos complexos e acabam por degradar o sinal. A DENSEN usa uma solução desenvolvida pela marca, baseada num atenuador de relés controlado por micro-processador. Isto assegura um caminho de sinal muito curto, o que assegura também que não haja quase interferência ou ruído auto-induzido. Este atenuador não influencia a precisão, pois tem 200 etapas com escalas de 0,5db. Isto significa que se pode regular o volume com exactidão, mesmo em baixos volumes. Deixa de existir desiquilíbrio entre canais a baixos volumes.

A secção de amplificação de potência do B-130XS é baseada no B-350. O B-130XS debita 80W a 8 ohm. Como sempre, na DENSEN, estes números são modestos. A fonte de alimentação tem quatro saídas independentes e 60.000µF, o que totaliza sete fontes independentes e 90.000µF.

Os circuitos do B-130XS funcionam todos sem feedback. E debita os primeiros watts em pura classe A. Todas as resistências são Vishay de filme metálico com 1% tolerância. Condensadores Vima e condensadores de alta velocidade DENSEN. O circuito impresso é dupla face em teflon, que assegura uma separação entre sinal e massa. Esta é também o modo mais eficiente de criar um trajecto curto de sinal.

O B-130XS tem uma panóplia de possibilidades de upgrades e expansões. É possível instalar placa para células MM (DP-03MM). O B-130XS tem duas saídas de pré-amplificação, o que torna fácil adicionar mais amplificação para bi-amplificar ou tri-amplificar. Pode inserir um crossover activo (saxo). O B-130XS está equipado com comunicação inteligente, através do sistemaDenLink. Pode também melhorar a qualidade do som, através da adição de fontes de alimentação externa (DNRG) que adiciona potência à secção de pré-amplificação. Pode ainda adicionar uma placa analógica surround 5.1/7.1. Esta placa não tem processamento, ou seja, o DVD ou SACD tem que ter saídas analógicas 5.1 para poder conectar à placa em questão.

Poderá depois controlar o volume dos canais através do telecomando Gizmo (pode adquirir o amplificador B-340 de quatro canais para amplificação surround).

Finalmente, o DENSEN B-130XS tem opção de montar o DAC interno que estará disponível em Junho.

O B-130XS é montado à mão na fábrica da DENSEN em Esbjerg, na Dinamarca.

Esperamos que o B-130XS seja o maximo expoente em musicalidade, com uma capacidade sem precedentes de upgrade e expansão. Esperamos que o B-130XS, assim como o B-100 e o DM-10, se torne uma absoluta referência, não só na sua categoria de preço mas entre todos os amplificadores integrados.

O preço recomendado é de 3000€ e, como de costume, o equipamento vem com garantia vitalícia para o primeiro proprietário.

Bom ano 2015 para todos os nossos clientes e amigos.

O ano começa com boas novidades e em breve anunciaremos mais algumas…

Começamos com a Atc que irá apresentar as novas scm 40 activas a 6 de Janeiro no CES de Las Vegas.

ATC SCM40A

ATC SCM40A

A produção começará a seguir à sua apresentação. Outros modelos de entrada poderão vir a ter também versões activas.

Seguem as especificações técnicas:

– Novo Tweeter de 25mm de cúpula macia e de dupla suspensão produzido pela ATC.
– Médio ATC de cúpula macia
– Grave de 164mm de bobina curta.
– Todos os drives são construídos com altíssima precisão.
– Tri-amplificação classe A/B com 235W. A amplificação usada é uma versão mais comedida dos amplificadores usados nos modelos 50, 100 e 150.
– Filtros activos e protecção contra overload
– Garantia de 6 anos

 

ATC SCM40A_b

ATC SCM40A

Drivers: Altas frequências ATC 25mm suspensão dupla, Médios 75mm ATC Soft Dome, LF ATC 164mm SC
Matched Response: ±0.5dB
Frequência de resposta(-6dB): 48Hz-22kHz
Dispersão: ±80° Coerente Horizontal, ±10° Coerente Vertical
Max SPL: 112dB

Conecção: XLR macho
Sensibilidade entrada : 1V
Filtros : de 4ª ordem  com compensação de fase.
Proteção de Overload : redução de ganho momentaneamente
Protecção : protecção contra dc e térmica. Indicação da falha através de Led no painel traseiro.
Potência de amplificação: 150W baixas frequências, 60W Medias frequências, 25W altas frequências
Dimensões (AxLxP): 980x370x344mm (espigões + 25mm, grelha traseira + 34mm)
Peso:  36kg

Preço recomendado 8253€

Alguma duvida não hesitem em nos contactar.

E após esta noticia já arrecadaram outro galardão, desta vez da revista what hi-fi?

Apresentação ATC SCM40A

Apresentação ATC SCM40A

A exaudio deseja boas festas a todos os seus clientes e amigos. Obrigado por 2014 e venha 2015!!!
exaudio boas festas 2014

Perreaux Audiant VP3

Perreaux Audiant VP3

NOVO PRÉ DE PHONO PERREAUX AUDIANT VP3

É com enorme prazer que anunciamos mais detalhes do novo PERREAUX Audiant  VP3 pré de phono MM e MC.

A  empresa nova Zelandesa Perreaux, que celebra agora os seus 40 anos de existência, anuncia o novo Audiant  VP3.

A tecnologia tem evoluído rapidamente durante todos estes anos no negócio, assim como o nosso conhecimento e aplicações ao nível do design, materiais e técnicas de fabrico.

O Audiant  VP3 foi desenvolvido especialmente para ir ao encontro da procura, por parte dos clientes audiófilos, por produtos mais compactos, mas de grande qualidade.

Uma atenção extrema foi tomada na fase de desenvolvimento, de modo a não degradar a qualidade sonora que o VP3 é capaz de entregar.

 

ELECTRÓNICA MINIMALISTA

A Perreaux, desde sempre, abraçou um conceito minimalista na sua concepção e desenvolvimento dos circuitos áudio. O conceito que “menos equaciona em mais“, sempre foi o coração dos produtos Perreaux.

A nova gama de produtos toma esse conceito minimalista, levando-os a novos limites.

“Esperamos maximizar a qualidade de audição dos produtos, mantendo o trilho de sinal o mais limpo, curto e desimpedido de componentes possível. Todos os componentes na pista, mesmo os de mais alta qualidade, têm influência no sinal, acabando por alterá-lo de alguma forma.

O nosso objectivo é recriar o sinal na sua plenitude e na sua origem, ou seja, não adicionando ou subtraindo nada, independentemente da fonte”.

 

ESTÉTICA MINIMALISTA

Os produtos Perreaux falam aos que procuram a exclusividade no áudio, nomeadamente a parceria perfeita entre forma e a função, numa excelente harmonia

 

CONSTRUÇÃO DO CHASSIS EXTERNO

O Audiant  VP3 tem um aspecto estético estreito e com estilo, de modo a poder enquadrar-se em qualquer ambiente de audição.

A cobertura é feita de alumínio estrudido de altíssima qualidade, com 12mm de espessura e acabamento anodizado. A cobertura também inclui o logo Perreaux, gravado.

O comando on/off encontra-se num painel capacitivo frontal com led’s embutidos para  assinalar a sua escolha. Num estilo deveras minimalista, são providenciadas duas entradas completamente independentes, para poderem funcionar com dois gira discos independentes e com selectores frontais, com entrada para MM e MC destacados.

Uma atenção especial foi dada ao design interno do circuito VP3. Os canais, direito e esquerdo, encontram-se totalmente separados. Igual atenção foi dada à massa no circuito principal, de modo a conseguir uma pureza sónica. Todo o sinal de massa está isolado da ligação à terra.

 

Perreaux Audiant VP3_2

Perreaux Audiant VP3_2

FONTE DE ALIMENTAÇÃO INTERNA

O VP3 inclui uma fonte de alimentação interna de baixo ruído, feito especialmente para o efeito. Estes designs com fontes de alimentação internas são mais críticos do que os de fontes de alimentação externas.

Atenção especial tem que ser dada à blindagem do transformador, capacitância a ligação à terra.

A Perreaux desenvolveu um transformador toroidal blindado, de altíssimas especificações, como o elemento principal de VP3.

Especial atenção foi dada também ao controle da capacitância, assim como à filtragem de interferências de radiofrequências e electromagnéticas.  Isto resulta numa fonte de alimentação DC regulada com baixíssimo ruído, altamente linear.

 

TOTALMENTE AJUSTÁVEL.

O VP3 é totalmente flexível e sensível, capaz de trabalhar com uma grande selecção de resistência e capacitância.
O utilizador não tem que manusear jumpers para configurar o seting ideal da sua célula, uma vez que todos esses parâmetros são acessíveis pelos switches traseiros.
Existem seis sets de switches, de modo a poder configurar todos os parâmetros:
Input 1 com ganhos de 60,64,68 ou 72 db
Input 2 com ganhos de 39,43,47,51 db
A equalização da RIAA  utiliza arquitectura muito robusta com resistências muito precisas e altamente lineares, condensadores metálicos com polyester para óptima transferência de sinal.

Perreaux Audiant VP3_3

Perreaux Audiant VP3_3

O desvio das especificações RIAA são de apenas + 0,5 db ao longo de toda a banda áudio. Assim, assegura que, quer seja com células MC ou MM, poderá obter o óptimo de todos os seus discos.
O VP3 possui saídas single ended e balanceadas.

Caso subsista alguma dúvida, não hesite em contactar-nos.

IMG_1621[1]Desde já o nosso muito obrigado a todos os que Nos visitaram durante o Audioshow 2014. Obrigado também pelas palavras de elogio e missão conseguida que Nos deram, pela qualidade de som demonstrada com um orçamento tão modesto.  Para os interessados e que queiram relembrar o que tínhamos no nosso sistema, segue a lista:

Colunas ATC SCM40

Amplificador Integrado PERREAUX Eloquence 250i com placas opcionais de DAC e Phono incluídas.

Traqnsporte CD PERREAUX CDt

Gira discos TOWNSHEND “The Rock” 7

Braço TOWNSHEND “Excalibur 2”

Celula SHELTER 5000 mc

Pré amplificador phono TOM EVANS AUDIO DESIGN ” The Groove” 20th Anniversary MKII

Filtro de alimentação ISOL-8 Minisub Axis

Cabos de coluna SIGNAL PROJECTS Hydra

Cabo USB SIGNAL PROJECTS Lynx

Cabos interligação SIGNAL PROJECTS Lynx

Cabos de alimentação RODKO PWR-1 e PWR-2

Cabo digital RODKO Burst 010 BNC-BNC

É já no próximo dia 7, 8 e 9 de Novembro que acontece o Audioshow 2014.

Como não poderia deixar de ser, a Exaudio vai estar presente com varias novidades das marcas por nós representadas.

Assim poderão visitar-nos na sala Janelas Verdes no 3º piso do edifício principal do Hotel Pestana Palace, na Rua Jau 54, alto de santo amaro em Lisboa.

O audioshow 2014 irá decorrer no dia 7 das 14h30 às 21h, no dia 8 das 14h30 às 21h e dia 9 das 14h30 às 20h.

Para terem acesso ao audioshow basta clicarem no link abaixo e imprimirem os bilhetes necessários, que deverão apresentar à entrada.

Até lá, votos de boas audições.Convite-Audioshow-2014_website

As novas Colunas ATC scm11 ganham pelo 2º ano consecutivo o galardão de melhor coluna monitora, na gama de preços £800 a £1200, atribuído pela revista inglesa What Hifi?

Leiam a critica completa aqui:  what hi-fi? awards

what hi-fi? awards 2014

 

 

logo_shelter_mlOs produtos SHELTER são concebidos para garantirem que não há introdução de coloração na reprodução de qualquer disco. Isto significa que a performance que o artista e o produtor gravaram é a que chega aos aos seus ouvidos. Seja a primeira ou a centésima audição, os produtos SHELTER asseguram honestidade e pureza sónica em todas as suas horas de audição.

 


Yasuo Ozawa
Fundador e projectista
O sonho de qualquer fabricante

A música sempre foi a minha paixão e, à medida que essa minha paixão crescia, decidi criar uma célula de referência. Assim como as colunas, as células são componentes fulcrais em qualquer sistema audiófilo. A célula determina a tonalidade e complexidades dos artistas e quando feita correctamente traz vida e expressão à gravação.

Quando era adolescente, comecei a desenhar equipamentos áudio. Os meus primeiros equipamentos foram umas colunas, depois amplificadores, assim como gira-discos.
Há 20 anos já tinha desenhado uma quantidade de células de qualidade e, só então, criei a empresa SHELTER.
Na SHELTER, a nossa filosofia de design é criar produtos simples, honestos, notáveis e intemporais. Não pretendemos seguir modas ou tendências mas esforçamo-nos para produzir o melhor que conseguimos e confiar no carácter e fiabilidade, a fim de criar a nossa reputação. Com o tempo, os produtos SHELTER produziram a mais fina experiência musical imaginável.

 

Analógico como hobby
Cada um de nós, como indivíduos, temos um caminho único a seguir na vida.
Não há dois caminhos iguais e os nossos gostos e interesses são diferentes, também. Assim como são os nossos gostos em música. Os nossos sistemas são um reflexo de quem nós somos e são uma extensão da nossa auto-expressão.
Os nossos clientes frequentemente envolvem-se pessoalmente na integração do seu sistema nas suas vidas. Seja uma simples montagem de uma célula ou uma manutenção de rotina. Todos os sistemas são únicos. Mas o som é sempre fiel à sua origem.
Com as celulas SHELTER, podem contar com uma reprodução extraordinária, ano após ano.

harmony-s

Shelter cartridge Harmony

Orgulho-me de o receber como cliente SHELTER e como audiófilo exigente.

 

Pré amplificador Tom Evans "The Vibe 1.5"

Pré amplificador Tom Evans “The Vibe 1.5”

De acordo com Tom, “nos últimos 25 anos, usámos sempre o mesmo circuito integrado (CI) de base, nas etapas de ganho de todos os nossos prés. É um componente magnífico que produz muito pouco ruído de fundo e distorção e que se tem provado, vezes sem conta, em críticas aos nossos prés, publicadas na imprensa por esse mundo fora.”

Ao longo do tempo, muitos tentaram superá-los, mas a verdade é que, por uma razão ou por outra, nunca conseguiram uma melhoria significativa a nível auditivo ou de mensuração, superior aos circuitos usados pelo Tom Evans.

Segundo o próprio, “recentemente, foram-nos apresentados novos CI em fase de desenvolvimento e achámos, um deles, verdadeiramente fantástico. O novo circuito com o novo CI, mais complexo, pode ser inserido no novo Groove Plus SRX e no Mastergroove como upgrade para melhorar, ainda mais, a performance e a transparência dos discos tocados através destes fantásticos equipamentos”, salienta Tom.

Todos os produtos baseados neste upgrade serão anunciados brevemente, assim como os respectivos preços, embora as unidades actuais continuem disponíveis.

Há novidades também em relação ao pré amplificador The Vibe, que sempre teve críticas magníficas e que foi concebido para funcionar em parceria com os amplificadores de potência Linear, tornando-o um elemento quase invisível.

Surge assim a versão MK 1.5, que ressuscita o modelo anterior e o melhora.

“Trabalhando no design anterior, conseguiu-se adicionar internamente mais uma unidade do Lithos 7.1 para regular as etapes de ganho à saída. Conseguiu-se um aumento incrível na qualidade sonora do aparelho. A notícia ainda melhor, é que esta melhoria é retro-compatível com todos os pré-amplificadores The Vibe  anteriores e também se pode implementar nos pré-amplificadores Michell Argo. Este novo pré-amplificador está acima de qualquer reprimenda e, mesmo assim, mantém-se fora do campo esotérico, seja a nível de concepção, seja a nível de preço”, conclui Tom.

ATC S50 edição do 40º aniversário

ATC S50 edição do 40º aniversário

A ATC celebrou o passado fim de semana o seu 40º aniversario.

Para além da festa que deu nas suas instalações, recentemente ampliadas, lançou uma edição especial limitadíssima a 10 pares da sua primeira criação, as S50.

A edição de 2014 pode ser adquirida na versão passiva ou activa (com amplificador P6). As S50 contam com um woofer de 9”, um medio super dome e o novo tweeter ATC na sua versão S.

Os novos tweeters fabricados pela ATC.

Os novos tweeters fabricados pela ATC.

 

Os acabamentos metálicos são em níquel e o baffle frontal

é totalmente coberto a cabedal.

Para preços p.f. contactem-nos.

Shiny Web Header

 

 

 

A Exaudio passa a representar a ISOL-8 para Portugal. Conhecida pelos seus produtos destinados a filtragem e alimentação de corrente.

Para quem não está tão familiarizado cisol_8_cableom  a mesma segue uma breve apresentação.

Nic Poulson fundou a Isol-8 Teknologies em 2003.

Engenheiro de Comunicações, de formação base, Nic estagiou e trabalhou na BBC, nos anos 80, como Engenheiro de Som. Os lendários elevados padrões de qualidade da BBC marcaram-no profundamente. Foi lá que aprendeu que a única forma de garantir a verdadeira qualidade é aspirar à excelência em cada área e não aceitar nada inferior a isso.

Depois de deixar a BBC, no início dos anos 90, para desenvolver mais profundamente a sua paixão pelo áudio, Nic estabeleceu-se como designer de sucesso de electrónica, tanto na amplificação áudio, com a empresa “irmã” da ISOL-8, a Triology Audio Systems, como no campo ultra desafiante dos sistemas de iluminação para pistas de aeroportos internacionais.

Formou então a Iso Tek Systems, depois de ter identificado a necessidade de resolver os problemas de alimentação energética dos sistemas Hi-Fi e AV. Uma área que acreditou estar a ser mal compreendida e negligenciada pelos principais fabricantes. A ISOL-8 foi então fundada para continuar a desenvolver as ideias de Nic.

Foi também pioneiro na utilização de filtros múltiplos para combater o ruído entre componentes áudio. Também defendeu a utilização de bloqueio de corrente contínua para melhorar, ainda mais, a qualidade do som. Acreditamos que a utilização da tecnologia de filtro Transmodal, que bloqueia o ruído comum e diferencial sem fazer “shunting” à terra, é única e exclusiva das aplicações áudio e AV da ISOL-8.

A ISOL-8 distanciou-se da imagem negativa previamente associada ao condicionamento de energia. No passado, trabalhos mal conseguidos e demasiadamente optimistas nesta área, tiveram um impacto negativo e fizeram com que muitos deixassem de acreditar na ideia de que é possível conseguir substanciais ganhos de performance.

A abordagem inovadora e descomprometida de Nic já resolveu muitas das falhas de performance provocadas por redes de energia. Gradualmente, a empresa foi crescendo sustentadamente entre os que estão disponíveis a abrir os ouvidos e, actualmente, produz uma vasta gama de soluções confiáveis, práticas e feitas à medida para servir diferentes aplicações de áudio e AV.

Todos os principais elementos da ISOL-8 são audiófilos convictos. Juntos, congregam as habilitações necessárias para inovar e criar produtos excepcionais. Acima de tudo, têm a paixão de levar mais longe os padrões de reprodução de som. A paixão é o catalizador da ISOl-8, permitindo-lhe ser a principal força do condicionamento de energia.

tt2_deluxe_black

Gira discos Audio Note TT2 Deluxe em preto brilho

A Audio Note começou a disponibilizar as colunas de entrada AN-E/D e AN-J/D com acabamento em madeira “black ash”.

Estas colunas que antes tinham um acabamento vinílico passam agora a ter um acabamento de muito melhor qualidade. As caixas continuam a ser fabricadas com um misto de madeira aglomerada selecionada e mdf.

Aproveitaram também para melhorar algumas especificações. E o mais importante:  o preço mantem-se o mesmo

As respectivas colunas continuaram a ser produzidas na fábrica austríaca onde também se produzem os gira-discos TT-one e TT-Two, que agora estão disponíveis nos acabamentos DELUXE em preto ou branco de alto brilho e também sem qualquer incremento de preço.

an-e_black ash

Colunas Audio Note AN-E/D com folheado em madeira “black ash”

Se tiverem alguma dúvida quanto a estes modelos não deixem de nos contactar.

A crítica saiu na revista Audio & cinema em casa deste mês.

Colunas ATC SCM11 coluna do ano 2013

Colunas ATC SCM11 coluna do ano 2013

“As ATC SCM-11 assumem-se como uma proposta muito difícil de bater no respectivo escalão de preços. Como coluna monitora é muito fácil de instalar em sala, não apenas pelas suas reduzidas dimensões, mas também porque o princípio de funcionamento em caixa selada lhes confere uma imunidade significativa aos efeitos das paredes circundantes, principalmente a traseira. A performance musical é impressionante, sendo umas verdadeiras universalistas; tudo o que fazem, fazem bem, desde a musica sinfónica até ao rock dos Pink Floyd, passando pelas sonoridades mais vanguardistas de Patricia Barber, as scm11 provaram ser totalmente convincentes como fazedoras de musica, demonstrando uma invulgar habilidade para nos manter a ouvir musica disco após disco.“

Caros amigos e clientes!

Mais um ano que a Exaudio se orgulha de fazer parte do evento audio hi-fi mais importante a nível nacional.

Por isso aproveitamos para vos convidar para o referido evento. Para acederem ao mesmo só tem que imprimir o convite que junto em anexo. Podem imprimir o numero que necessitarem.

Este ano estaremos mais uma vez no Hotel Pestana Palace na sala Janelas Verdes. Desta vez teremos 2 sistemas em funcionamento alternativamente.

Teremos um sistema mais económico que consistirá no amplificador intregrado Perreaux Audiant 80i a alimentar as colunas monitoras ATC scm11 e o leitor de cd’s Densen B-410xs.

Teremos um outro sistema mais refinado que consistirá no amplificador Perreaux Elouquence 250i, com as colunas ATC scm50sl e leitor de cd’s Densen B-440xs.

Outras fontes que serão partilhadas serão o gira-discos Townshend “the rock 7”, braço Excalibur e com uma célula  Audio Note IQ3. E sistema de ficheiros de HD alimentado por um laptop.

A nível de cablagem iremos usar a Signal Projects e várias gamas dos cabos por eles produzidos…

Em exposição estática iremos ter os Earspeakers da Stax. A Nossa nova distribuição.

Espero que desfrutem os nossos sistemas e espero-os a partir de 6ª feira no hotel Pestana Palace a partir das 15h, na sala Janelas Verdes.

[tabs][tab title=”ACOUSTIC ENGINEERS |”][/tab][tab title=”Entry Series |”][/tab] [tab title=”Tower series |”][/tab] [tab title=”Co. profile |”][/tab][tab title=”Active 10 |”][/tab][tab title=”Concept 4 |”][/tab][tab title=”Concept 6 |”][/tab][tab title=”Pre CA2 |”][/tab][tab title=”Pre SCA 2 |”][/tab][tab title=”Power SPA2 |”][/tab][tab title=”New SIA2-150 |”][/tab][tab title=”EL 150 |”][/tab][tab title=”Pro series |”][/tab][tab title=”Active 20 |”][/tab][tab title=”SCM 50 |”][/tab][tab title=”SCM 100 |”][/tab][tab title=”Electronics |”][/tab][tab title=”Super Linear white book”][/tab][/tabs] [tabs][tab title=”DENSEN”]

[/tab][tab title=”2006 Brochure”][/tab][/tabs] [tabs][tab title=”RESOLUTION AUDIO”]

[/tab][tab title=”Brochure”][/tab][/tabs]

 

 

 

Adquira equipamentos de demonstração, usados e/ou descontinuados em óptimas condições, a preços muito mais acessíveis. Esteja atento e consulte regularmente esta página.

CD de limpeza de lentes

promoção limitada ao stock existente.

preço normal 19€. preço promocional 5€

Cabo interligação Rodfig SF XLR 1m. Demonstração195€.     preço novo 330.56€
Colunas ATC SCM16A (par)ex-demopreço novo 3450€. Agora 2390€Frequência de resposta (- 6db): 62Hz – 20KHz
Sensibilidade de entrada: 0,5V
Amplificação: AF 50W RMS – Med/BF 200W RMS
Impedância de entrada: >10K ohm
Ligações: XLR macho
Ajuste de sensibilidade de 20db
Equalização de baixas freq. Variavel até +6db aos 50Hz
Dimensões (AxLxF): 448 x 270 x 330mm Peso: 17,5Kg
Colunas Audio Note AZ-3ex-demopreço novas 1581€. Agora 990€sensibilidade 94db
Leitor de cd’s Audio Note CD1.1xex-demo.preço novo 2334€. Agora 1650€
Amplificador integrado Audio Note Soro PP.20Wpc classe Aex-demo.preço novo 3267€. Agora 2290€
Amplificador de potencia ATC P1retoma150W / Canal @ 8ohm classe A/B
Entradas balanceadas e single ended
Dimensões 135x435x350mm Peso 23Kgspreço novo 2507€. Agora 1490€
Kemp ElektroniksNovo SNS Filter preço antes 136€Preço agora 89€
Kemp ElektroniksRegua de distribuição power strip 4 sockets com cabo de 1,5m era 461€.preço agora 300€
Stock cabos Atlas
Modelo Tipo pvp anterior pvp promo.
1 uni
Equator 3.0 2m mono
coluna
         68,40 € 35 €
1 uni
Opus 1m
Digital
      260,87 € 149 €
1 par
Navigator all cu 1m
interligação
      330,44 € 150 €
1 par
Navigator all cu RCA-> XLR 2m
interligação
      536,25 € 250 €
1 par
Navigator all cu XLR 2m
interligação
      602,89 € 250 €
1 par
Titan all cu 1m
interligação
      376,81 € 195 €
1 uni
Vector S-video
interligação
         35,01 € 19 €

ATC-acoustic-engineers

SCM 7
Ago-01
Inglesa
Nov-01
Inglesa
Jan-02
Inglesa
Jan-02
Inglesa
Fev-07
Inglesa
SCM 12
What Hifi Out-02
Inglesa
hifi choice Jan-03
Inglesa
Hifi news Mai-03
Inglesa
hifi choice Mai-04
Inglesa
Hifi news
Inglesa
What Hifi
Inglesa
What Hifi
Inglesa
What Hifi Jun-03
Inglesa
SCM11
Nov-06
Inglesa
Fev-07
Inglesa
Mai-07
Inglesa
Jul-07
Portuguesa
Inglesa
Fev-08
Inglesa
Nov-08
Inglesa
SCM19
Out-06
Inglesa
Dec – 06
Inglesa
mai – 07
Inglesa
ACTIVE 10
What Hifi awards 2001
Inglesa
Hifi news Nov-01
Inglesa
Hifi Choice Dez-01
Inglesa
Hifi Choice
Inglesa
Gramophone Jun-02
Inglesa
Hifi world Jun-02
Inglesa
What Hifi
Inglesa
ACTIVE 20
Audio & Cinema em casa 176
Portuguesa
Hifi Choice Abr-03
Inglesa
Hifi Choice Ago-03
Inglesa
SCM 20 SL
Absolut Sound 124
Inglesa
Hifi Choice
Inglesa
SCM 35
Mar-04
Inglesa
SCM 50 ASL
Hifi Choice
inglesa
Hifi + 23
Inglesa
SCM50ASL ANNIVERSARY
Set-05
Inglesa
SCM150ASL Pro
Out-02
Inglesa
CA2 Pre-amp
Hifi news Nov-01
Inglesa
Positive feedback online 16
Inglesa
Hifi Choice Dez-01
Inglesa
Hifi Choice
Inglesa
Hifi world Jun-02
Inglesa
Hifi world Out-02
Inglesa
SCA2 Pre-Amp
Fev-96
Inglesa
Ago-03
Inglesa
18
Inglesa
Fev-07
Portuguesa
SPA2-150 Power-Amp
18
Inglesa
Fev-07
Portuguesa
SPA2-200 Pro
4
Inglesa
SIA2-150 Integrado
Set-01
Inglesa
16
Inglesa
Jun-02
Inglesa
12
Inglesa
Audio & cinema em casa Out 06
Portuguesa
SIA2-150 MKII
What hifi
Nov-08
Inglesa
Concept 1
awards 2002
Inglesa
Inglesa
Concept 2
48
Inglesa
Inglesa
Concept 3
inglesa
Fev-04
Inglesa
Jun-04
Inglesa
Jul-04
Inglesa
Concept 5
Set-05
inglesa
SCM 0.1/15 Pro
Out-02
Inglesa

 

Densen

B-110
Audio March 2006 German
Tone Magazine May 2006 English
Lyd & Bilde Nr. 5 2006 Norway
B-150
Audio December 2005 Portuguese
Hi-Fi Choice March 2006 English
Hi-Fi & Records Nr. 2 2006 German
Beat B-200
Secrets of Home Theater & High Fidelity February 1999 English
High Fidelity Nr. 3, 1999 Danish
Zoo 1999 Danish
Prestige Audio Video Nr. 26 1997 France
Revue du Son Nr. 229 1999 France
Audio Video Nr. 4 1997 Norway
Hi-Fi News August 2000 English
HiFi Journal Nr. 30, 1999 Slovenian
Fedelta del suono August 2002 Italian
Hi-Fi Choice Nr. 216 English
Hifi4all April 2003 Dansih
Lyd & Bilde Nr. 4 2003 Norway
Lyd & Bilde Nr. 8 2002 Norway
I-Audio Volume 3 No. 2 2003 English
Image Hi-Fi No. 53 German
Hi-Fi Test January 2004 (design edition) German
What HiFi? January 2006 English
What HiFi? December English
Hi-Fi Choice February 2006 English
Beat B-250
Haute Fidelite March 2005 France
Haute Fidelite March 2005 English
Hi-Fi Choice Summer 2005 English
Hi-Fi World November 2005 English
Beat B-300
High Fidelity Nr. 3, 1999 Danish
Zoo 1999 Danish
Prestige Audio Video Nr. 26 1997 France
Revue du Son Nr. 229 1999 France
Audio Video Nr. 4 1997 Norway
HiFi Choice Nr. 10 1998 English
Hi-Fi News August 2000 English
HiFi Journal Nr. 30, 1999 Slovenian
Fedelta del suono August 2002 Italian
Lyd & Bilde Nr. 8 2002 Norway
Hi-Fi Choice Nr. 216 English
I-Audio Volume 3 No. 2 2003 English
B-305
Audio Art No. 206 Chinese
Audio Art No. 208 Chinese
B-310
What Hi-Fi? December 2006 English
What Hi-Fi? January 2006 English
Hi-Fi Choice February English
B-330
Hi-Fi World November 2005 English
What Hi-Fi? February 2006 English
Beat B-340
I-Audio Volume 3 No. 2 2003 English
Image Hi-Fi No. 53 German
Beat B-350
Stereoplay Nr. 6 2004 Germany
Hi-Fi & Records Nr. 2 2005 Germany
Hi-Fi Choice Summer 2005 English
Beat B-400 PLUS
Hi-Fi Choice December English
Hi-Fi&Records No. 1 2004 German
Hi-Fi Test January 2004 (design edition) German
AV World March 2005 Chinese
Audio Art No. 190 Chinese
Audio Art No. 196 Awards 2005 Chinese
Hi-Fi World September 2005 English
What Hi-Fi? October 2005 English
Beat B-400 XS
High Fidelity Nr. 4 2002 Danish
T3 magazine September 2002 English
Hi-Fi Choice October 2002 English
Hi-Fi+ No. 16 2002 English
Lyd & Bilde Nr. 4 2003 Norway
Hörerlebnis June 2003 German
Hi-Fi Choice August 2003 English
Audio January 2006 Portugese
What Hi-Fi? January 2006 English
Beat B-800
Hi-Fi Test January 2004 (design edition) German
Gramophone February 2004 English
What Hi-Fi? April 2004 English
What Hi-Fi? Awards 2004 English
DP-01mm
Haute Fidelite No 26, Decembre 96 – Janvier 97 French
DP-02mc
HI-FI NEWS July 1997 English
High Fidelity Juni 1997 Danish
Hörerlebnis No. 47 German
De Magic
TNT Audio Nr. 3 2001 English
Stereophile Vol. 20 No. 12 English
HiFi4all 2002 Danish
High Fidelity Nr 7, 1994 Danish
HI-FI Journal Nr. 8, 1994 Korean
Audio Engineering Society April 2004 English
Hi-Fi World September 2005 English
HiFi4all 2003 English
HiFi4all 2003 Danish

Tom-Evans

Microgroove
November 2000
English
English
The Vibe + The Pulse
December 2005
English
Linear A
August 2005
English

Resolution-Audio

Opus 21
April 2004 English
August 2004 English
November 2006 Holandês
December 2006 English
Abril 2007 Português
July 2007 English
May 2008 English