vibe 1.5

Pré amplificador Tom Evans “The Vibe 1.5”

De acordo com Tom, “nos últimos 25 anos, usámos sempre o mesmo circuito integrado (CI) de base, nas etapas de ganho de todos os nossos prés. É um componente magnífico que produz muito pouco ruído de fundo e distorção e que se tem provado, vezes sem conta, em críticas aos nossos prés, publicadas na imprensa por esse mundo fora.”

Ao longo do tempo, muitos tentaram superá-los, mas a verdade é que, por uma razão ou por outra, nunca conseguiram uma melhoria significativa a nível auditivo ou de mensuração, superior aos circuitos usados pelo Tom Evans.

Segundo o próprio, “recentemente, foram-nos apresentados novos CI em fase de desenvolvimento e achámos, um deles, verdadeiramente fantástico. O novo circuito com o novo CI, mais complexo, pode ser inserido no novo Groove Plus SRX e no Mastergroove como upgrade para melhorar, ainda mais, a performance e a transparência dos discos tocados através destes fantásticos equipamentos”, salienta Tom.

Todos os produtos baseados neste upgrade serão anunciados brevemente, assim como os respectivos preços, embora as unidades actuais continuem disponíveis.

Há novidades também em relação ao pré amplificador The Vibe, que sempre teve críticas magníficas e que foi concebido para funcionar em parceria com os amplificadores de potência Linear, tornando-o um elemento quase invisível.

Surge assim a versão MK 1.5, que ressuscita o modelo anterior e o melhora.

“Trabalhando no design anterior, conseguiu-se adicionar internamente mais uma unidade do Lithos 7.1 para regular as etapes de ganho à saída. Conseguiu-se um aumento incrível na qualidade sonora do aparelho. A notícia ainda melhor, é que esta melhoria é retro-compatível com todos os pré-amplificadores The Vibe  anteriores e também se pode implementar nos pré-amplificadores Michell Argo. Este novo pré-amplificador está acima de qualquer reprimenda e, mesmo assim, mantém-se fora do campo esotérico, seja a nível de concepção, seja a nível de preço”, conclui Tom.